Com desenhos do artista plástico indígena Jaider Esbell e coloração digital de Marcelo Camacho inaugura no dia 4 de julho, quarta-feira, a exposição “O Xamã”, no Espaço de Exposição da Bohemia. 
A mostra, que tem curadoria educativa de Elda Varanda Dunley com produção da Estação Casa Amarela, reúne 16 telas e poderá ser apreciada pelo público até 1º de agosto, com entrada gratuita.

Apresentação
“O Xamã” reúne todas as forças e não duvide, desvia tempestades. Só de pensar me encho de arrepios e essa força queremos que também sinta. Antes de qualquer idolatria é de linhagem que vêm os jardineiros do eterno. Eles já estão lá e de lá trazem a própria tecnologia; o sopro, a fuga do tempo, a desfaçatez da matéria, o poder de cuidar da alma com a vida, o trabalho das plantas pelo humano. Não esperam retorno e conhecem o efeito, a maldade do semelhante. Param essas forças com outras, no ar, cruzando, miram o infinito e jogam para outra dimensão, o indesejado. Dançam como espetáculo, bailam como linguagem, seguindo um voo, o voo. Movimento em leveza, a arte é mesmo beleza, cura sem cicatriz. O Xamã. Era noite e tinham 7, suas mãos em minhas costas eram quentes. Eles me tocaram, vi o outro ser em seus olhos e me entreguei no sopro, tremulando para acordar reposto do transe cirúrgico, sem explicação. Amazônia, século XXI.

Jaider Esbell
É índio do povo Makuxi é escritor e artista plástico. Em atividade desde 2010 o nativo de Normandia-RR percorre espaços físicos e políticos com a arte indígena contemporânea e assim, desenha uma nova geografia da arte no mundo. Esbell é premiado pelo MINC/FUNARTE em 2010 por sua literatura. Deu aula e realizou exposições nos Estados Unidos em 2013. Em 2016 vence o Prêmio PIPA online com artes plásticas e leva sua arte a “Oca Tapera Terreiro”da Bienal 2016/SP. Em 2017, exposição na Galeria Flamboyant da Estação Casa Amarela em Caçapava/SP e em outras cidades do Sul do Brasil. Em março de 2018, abre sua primeira exposição em Manaus/AM.

Marcelo Camacho
É paulistano, fotógrafo, cirurgião dentista e reside em Boa Vista, RR, desde 2002. Dedica-se à fotografia de temas relacionados à natureza, populações tradicionais, manifestações culturais populares entre outros assuntos. Tem fotos selecionadas para os principais salões de fotografia do Brasil e publicadas em jornais, revistas e sites nacionais e internacionais. Foi organizador do I Fest Foto Amazônia e Coordenador Geral do Salão Nacional de Fotografia de Boa Vista 2017.

Serviço
O Xamã
Gênero: Exposição de desenhos
Local: Cervejaria Bohemia - Espaço de Exposição (Rua Alfredo Pacha, 166 – Centro)
Período: de 4 de julho a 1º de Agosto de 2018
Funcionamento: Terça-feira a quinta-feira (12h às 19h);  Sexta e domingo (10h às 19h) e Sábado (10h às 20h).
Entrada: gratuita

Leia Também