Clássico da dramaturga Maria Clara Machado revela um mundo de fantasias e sonhos (Divulgação)

 Os alunos dos Cursos de Teatro do Espaço Cultural Arte na Avenida este ano foram convidados para uma tarefa muito encantadora e desafiadora: apresentarem os seus espetáculos teatrais de final de ano  no Castelo de Itaipava. A primeira apresentação será no próximo domingo (dia 14/10), dentro das comemorações do Dia das Crianças do Castelo de Itaipava, com a peça teatral “A Bruxinha que era boa” de Maria Clara Machado com adaptação e direção da professora de teatro e diretora Fátima Coutinho.
Formado exclusivamente por alunos da Escola de Dança e Teatro em Petrópolis, o elenco conta com crianças do Curso de Teatro Infantil, dos 7 aos 11 anos,  e dos alunos do Curso de Teatro Baby -  dos 4 aos 6 anos.   
As apresentações vão ocorrer em 3 grupos em 3 horários:
Na apresentação às 13h30: Ana Clara Talarico, Ana Luiza Eblen,  Daniel Justen, Duda Machado, Estéfani Rambausky, Gabrielle Furtado, Isabela Santoro, Kimberly  Montovani  Esperança, Luciana Rodrigues, Manuella Ferreira, Mariana Soares, Sofia Kohn e  Suzany Menezes.
Na apresentação às 15h30: Ágatha Luiz, Bernardo Cirino, Daniel Justen, Emily Rizzo Hassan, Larissa Madeira, Maria Isabel Piccoli, Mariana Muniz, Raphaela Souza, Sara Kutter e  Sofia Kohn. Na apresentação às 17h:  Anna Luiza Gall, Débora Evangelista, Isabela Belmiro, Malu Salomão, Manuela Cabral, Maria Helena Soares, Raphaela Souza e Sara Kutter.

Sinopse
No clássico infantil escrito em 1958 por Maria Clara Machado, Ângela é uma bruxinha que sempre se atrapalha ao tentar fazer maldades, ao contrário de suas colegas da Escola de Maldades.  A bruxinha boa vive sendo alvo de piadas e é excluída das demais. Após tempos de estudos, chega o momento do grande teste das bruxas e bruxos, em que o  vencedor vai ganhar uma linda vassoura a jato. E quem não passar no exame, vai viver o resto da vida preso na Torre de Piche.  Ângela não consegue disfarçar a sua bondade, mas vai contar com a ajuda do novo amigo, o menino Pedrinho e as amigas Paulinha, Alice e Maria,  jovens camponeses,  a escapar  das maldades de suas amigas, o que a faz ser presa na Torre de Piche.
Sua nova amizade e seu jeito bonzinho não agradam a Bruxa mais malvada da floresta, que promete prendê-la na Torre de Piche. E agora? O que será que vai acontecer?

Serviço
“A Bruxinha que era boa” 
Local: Castelo de Itaipava (Km 56, BR-040 – Itaipava)
Data: 14 de outubro
Horários: 13h30, 15h30 e 17h
Ingressos: Crianças de 0 a 4 anos não pagam; crianças de 5 a 10 anos pagam R$ 10,00 e a partir dos 11 anos e adultos pagam R$ 15,00. 
Venda de ingressos:  Rua 16 de Março – 56/303 (sempre das 14h às 20h) de 2ª a 6ª feira – das 14h às 20h e, aos sábados, das 8h às 17h.  Informações: (24) 2231-0489 ou (24) 99217-2531  (whatsapp).

Leia Também