Depois de dezesseis afastado da escultura, Mauricio de Memória volta a esta arte para revisitar antigas peças de seu acervo e dar boas vindas para as novas criaturas que estão ganhando forma. A mostra “Raizes da Arena” ocupa a Piccola Arena – espaço multimídia com galerias, atelier, teatro de arena e bistrô no Rocio – de 30 de março a 23 de junho de 2019.
Para animar o vernissage do dia 30 de março, sábado, a partir de 17h foi convidada a cantora e violonista Suzane Werdt, que se apresenta ao lado do percussionista Dino Fernandes.
É o artista quem conta: “Dediquei anos à construção da Piccola Arena e os últimos três na produção intensa de pinturas, mas a escultura começou a me chamar até acender novamente aquele desejo de fabricar um objeto tridimensional, materialmente sólido, com sua cor, cheiro, pele”.
Essa é a quinta mostra só de esculturas de Memória, que já expôs sua técnica no SESC SP, no Palácio de Cristal, no Centro Cultural Raul de Leoni e na Fazenda Inglesa. Nesta leva serão 24 esculturas, a mais antigas, da década de 80, em cedro. Do período, obras políticas, como Sabra Chatila, dedicado a lembrança do massacre  dos habitantes do campo de refugiados palestinos com mais de duzentas vítimas. A mulher também é tema recorrente de Mauricio ao longo dos anos, tanto em pinturas como nas esculturas.
Um traço comum une as peças mais recentes: são feitas a partir de objetos colecionados durante a construção da Piccola, como tábuas, ferramentas, pedras, pedaços de demolição com o uso de soldas para formatar elementos maiores e dar estabilidade às peças. Parte importante é aquela dedicada ao conjunto de raízes, todas elas colhidas na terraplanagem do terreno.
 “Há uma forte simbologia que as significa como fundadoras, pois as raízes são a própria história de tudo que nos cerca de perto: a galeria, o teatro de arena, o bistrô Divina Sálvia, a casa onde vivo”, diz Mauricio. 
Enquanto Memória expõe “Raízes da Arena” na Galeria Um, Raquel Vargas continua com sua exposição “Corpo Bicho”, na Galeria Dois até o dia 20 de abril. O Ateliê do artista também está aberto à visitação.
A Piccola Arena fica na Estrada do Rocio 3507(em frente ao segundo haras, a 2km da BR 040, entrada pelo km 76 sentido Itaipava-Rio). Todo o complexo fica aberto aos sábados e domingos para visitação, ou com visitas agendadas pelo tel 2243-9311

Serviço
Exposição “Raízes da Arena”, de Mauricio de Memória
Vernissage: sábado, dia 30 de março, a partir das 17h, com show da cantora e violonistaSuzane Werdt, que se apresenta ao lado do percussionista Dino Fernandes. Até dia 23 de junho.
Piccola Arena
Estrada do Rocio 3507 - Petrópolis RJ
Entrada pelo km 76 da BR 040, sentido Juiz de Fora/Rio.
Vindo do Rio: retorne no Brazão (km 71). Siga de volta até o km 76 e percorra 3 km de estrada pavimentada.
Horário de funcionamento: sábados e domingos, de 10h às 18h ou com visitas agendadas pelo Informações: (24) 2243-9311
Entrada franca

Acompanhe o Petropolis em Cena nas redes sociais:
Facebook/jornalpetropolisemcena
Twitter/petropolisemcen
Instagram: @petropolisemcena

Use a hashtag #petroplisemcena e compartilhe nossas fotos e informações

Leia Também