Restaurante em Itaipava teve alvará cassado


Estabelecimento desrespeitou decretos

Festa foi denunciada pelas redes sociais

 

Na manhã desta segunda-feira (18.05) a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Fazenda, cassou o alvará de funcionamento do restaurante Pietro Santi Dinner Club. No fim de semana, os responsáveis pelo estabelecimento promoveram uma festa que aglomerou consumidores e desrespeitou os decretos municipais editados no contexto da pandemia do novo coronavirus e que visam evitar a propagação da covid-19. O restaurante, localizado no distrito de Itaipava, ainda foi multado em R$ 2 mil pela Secretaria de Segurança, Serviços e Ordem Pública (SSOP). Ele também foi autuado e interditado pelo Procon/Petrópolis-RJ, por colocar em risco a vida dos consumidores – o que pode acarretar também em multa.

 

As primeiras denúncias chegaram à fiscalização de posturas e ao órgão de defesa do consumidor no fim da tarde de domingo (17.05). A informação era de que o restaurante promoveu uma festa entre a noite de sábado (16.05) e a madrugada do dia seguinte. Na manhã de hoje, as equipes da prefeitura estiveram no local e encontraram vestígios da festa.

 

O Procon/Petrópolis-RJ já esteve em contato com o delegado titular da 106ª Delegacia de Polícia, João Valentim, solicitando mais evidencias e informando que vai encaminhar as provas para que sejam anexados ao inquérito penal.

 

"O artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor determina os direitos básicos do consumidor como a proteção da vida, saúde e segurança contra riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços. Assim, o fato de o dono do estabelecimento ter promovido a festa, colocou em risco a vida dos consumidores de forma direta e de forma indireta a vida de centenas de outras pessoas. Nesse sentido nós autuamos. Esse auto vai virar uma multa para o estabelecimento e nós interditamos. O local só pode voltar a abrir mediante à desinterdição pelo Procon. O estabelecimento estava aberto para fazer entrega de comidas, por meio de delivery e não para o consumo no local, realização de festas. Ainda vale ressaltar que é muito importante para a fiscalização a participação dos consumidores denunciando”, esclarece a coordenadora do Procon/Petrópolis-RJ, Raquel Motta.

 

Hotel é multado e intimado

 

A fiscalização de posturas ainda esteve no fim da manhã de hoje no Hotel Castelo de Itaipava. No domingo, o órgão público recebeu também denúncias sobre aglomeração de hóspedes nas dependências comuns do estabelecimento, o que contraria as determinações dos decretos municipais, no que diz respeito a evitar a aglomeração de pessoas nos estabelecimentos. Durante a fiscalização, a equipe de posturas ainda identificou o consumo de café da manhã pelos hóspedes no restaurante do hotel.

 

O estabelecimento foi autuado e intimado a não abrir mais as áreas comuns. A equipe do Procon/Petrópolis-RJ, que também esteve na ação, ainda orientou o estabelecimento sobre a adequação às medidas preventivas necessárias para a saúde do consumidor no período da pandemia. (Fonte: Ascom/PMP)


Restaurante em Itaipava teve alvará cassado


Leia também:

Hospital de Petrópolis mostra medidas de proteção para enfrentamento do coronavírus


Banco de Sangue em Petrópolis entra em campo para salvar vidas


Vídeo mostra momento da alta de pacientes após Covid-19 em hospital de Petrópolis

 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis