Minimizar impactos da indisponibilidade de equipamento, de interrupções e atrasos, além de integrar dados em tempo real são alguns dos benefícios da integração do chão de fábrica ao ERP (Enterprise Resource Planning), ou sistema de gestão integrado, diante das novas tecnologias aplicadas ao processo de manufatura.


Segundo Allan Teixeira, coordenador de Educação Profissional da Firjan SENAI, as empresas que usam o ERP têm uma tendência de crescer 35% mais rápido e quatro vezes mais probabilidade de otimizar o nível de estoque, além de apresentarem melhoria de 10% a 12% na qualidade de entrega aos clientes.


Teixeira reforça que os curso técnico em Automação da Firjan SENAI têm unidades curriculares e conhecimentos específicos e tratam das tecnologias 4.0. Para isso, os laboratórios da instituição estão em consonância com o que há de mais moderno em uma empresa. “Temos controladores modulares, compactos, de alta performance e até robôs industriais para fazer essa integração”, acrescenta, destacando a importância dos técnicos dessas áreas em uma empresa.


Samuel Salustiano é um dos muitos profissionais formados na Firjan SENAI, que conquistaram vaga na indústria fluminense. Técnico em Automação e Instrumentação da Ambev, ele conta que as novas tecnologias aumentam a qualidade do produto ou serviço, como é o caso do digital twin ou criação de um gêmeo digital, uma versão virtual de um objeto físico ou de um processo organizacional. “Virtualizar parâmetros e atributos de um produto que será concebido faz com que haja redução de custo para implementação, para testar coisas novas mais rápido. É uma tecnologia para quem quer melhorar a eficiência”, ressalta ele, afinado com as novas tecnologias industriais.


Curso em Petrópolis


A Firjan SENAI Petrópolis passará a oferecer o curso técnico em Automação Industrial em fevereiro de 2021. As aulas serão realizadas a distância e o uso de laboratórios e oficinas será feito no segundo semestre.


São 40 vagas e carga horária que varia de 1.200 a 1.360 horas, o que representa até um ano e meio de estudos. As matrículas serão realizadas on-line pelo site https://www.firjansenai.com.br/cursorio/portal/index.php. O preço da mensalidade varia entre R$ 132 e R$ 161.

 

5 motivos para investir na área de Automação Industrial


1) Amplas possibilidades de atuação - Trata-se de uma atividade aplicável a diversos tipos de indústria, sobretudo as chamadas indústrias de processo, tais como química, alimentos, fármacos, petróleo e gás, plásticos, entre outras. Essas atividades contam com os profissionais da área para exercerem o controle das variáveis dos processos de produção, por meio de ações como parametrização de equipamentos, monitoramento da produção, análise de indicadores e ações de intervenção. 


2) Alinhamento à indústria 4.0 - É uma área de conhecimento indispensável à indústria atual e a do futuro. Ela é a base da indústria 4.0, que requer profissionais com esse perfil para atuar com foco não só em sistemas de produção de forma isolada, mas também na integração de sistemas para “customização massificada”, acesso remoto através de elementos de computação em nuvem (cloud computing) e outros fatores intimamente relacionados a requisitos de qualidade e ganhos de produtividade.


3) Mobilização de competências de gestão - A operação de processos em indústrias intensivas em tecnologia requer formação técnica adequada, para maior domínio dos conhecimentos envolvidos nessa atividade. Requer ainda a mobilização de competências mais alinhadas às funções de gestão técnica do processo, que incluem visão sistêmica e analítica, capacidade de resolução de problemas, senso de priorização e urgência, entre outras.


4) Continuidade dos estudos - A Automação Industrial está fortemente correlacionada a diversas áreas, como a mecânica, a eletroeletrônica, a mecatrônica e a tecnologia da informação, o que tangencia uma formação multidisciplinar, totalmente ligada às necessidades da indústria.


5) Formação de profissionais polivalentes - Para além do chamado “chão de fábrica”, o profissional técnico de Automação pode atuar desde a manutenção até a implantação e integração de sistemas automatizados, na consultoria desses sistemas e no desenvolvimento de projetos relativos ao tema. Essa capacitação habilita a atuar junto a fabricantes de sistemas automatizados, empresas de consultoria e serviços técnicos especializados, além de organismos de certificação de processos. 

 

 


Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem