Muito mais do que vinho

por Flávia Medeiros 


Apesar da maioria das pessoas acharem que eles brilham somente no inverno ou em ocasiões especiais, os vinhos fazem bonito no calorão sim.

 


Só precisamos saber uns detalhes...

 

Prefira safras mais jovens, os mais leves de teor alcoólico e com notas mais suaves (frutas e florais são indicados), na maioria das vezes essas informações se encontram no contra rótulo. Por isso sempre indico a leitura da garrafa, ali você encontra informações valiosas;

 

Brancos, Rosés, Frisantes e Espumantes ( veja bem, esses dois apesar das borbulhas não são iguais), são os mais indicados e refrescantes para acompanhar qualquer ocasião em dias quentes;

 

Hoje temos uma boa opção de vinhos orgânicos, biodinâmicos e os “naturais” (resumidamente seria aquele mosto de uvas de vinhas orgânicas que fermentou com leveduras naturais e sem intervenção quimica , alguns levam tão a sério que se opõem a usar barricas de carvalho). Vejam bem, há inúmeras discussões sobre o vinho “natural”, vamos aguardar os próximos capítulos;

 

As castas Sauvignon Blanc, Riesling, Moscato(não é moscatel), Pinot Grigio, Chardonnay e Prosecco (sim, prosecco antes de ser uma marca é um tipo de uva, mais isso explico em outro momento, já temos muita curiosidade até aqui rs), dão origens a vinhos com menor teor alcoólico quando não passam por barricas, isso contribui muito para a harmonização com pratos de salada, sanduiches versáteis (com folhas, pastas, legumes), comida oriental (do sashimi ao yakisoba), e grelhados em churrasqueira como legumes de sabores mais acentuados ( cebola. pimentão, berinjela, abobrinha, shitaki...alô veganos), queijos e carnes brancas (frango, peixe e porco).


 

E a temperatura é muito importante, o divisor de águas!

 

Brancos entre 8ºc e 10ºc é o ideal, inferiores a isso, anestesiam a língua ( podem acreditar), e acima não é aconselhável, pois pode parecer mais quente do que de fato é;

 

Espumantes/ frisantes podem ser servidos a 6ºc, independente do estilo que você gosta, além de ser um ótimo anfitrião;

 

Agora, não deixem os rosés em segundo plano pessoal, além de lindos tons na taça, são super perfumados e com boa acidez. Encontramos rosés de Provence, de Pinot noir, Merlot e até de Malbec. Quanto mais estruturados, mais harmonizam com pratos cremosos e até carnes gordurosas.

 

Vamos praticar!? Lembrando que o melhor vinho é aquele que você mais gosta!

 





Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis