Na cidade 14% da população apta a recebe a vacina receberam a segunda dose do imunizante

 

Com 81.166 pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 até a última quinta-feira (27.05), Petrópolis tem atualmente 33,53% dos moradores maiores de 18 anos vacinados. Ao todo 34.117 receberam a segunda dose, o que significa que 14,09% da população apta a receber o imunizante concluiu o esquema de vacinação. O município tem 306.678 moradores, sendo 242.058 deles maiores de 18 anos – idade mínima para receber a vacina no Brasil. Se considerado o número total de habitantes, a cidade tem 26,46% dos moradores vacinados com a primeira dose e 11,12% com a segunda dose.

 

 “Petrópolis é uma referência em vacinação, não apenas pela organização da campanha, mas sobretudo por termos índices superiores as medidas do Estado e do país, considerando a população total. Os índices de cobertura são ainda melhores quando considerada a estimativa de população acima dos 18 anos, que pode receber a vacina”, considera o prefeito interino Hingo Hammes, frisando que o município depende da chegada de novos lotes para dar sequência ao trabalho.

 

 “A ampliação das faixas etárias, assim como dos grupos a serem vacinados está sendo feita conforme a chegada de novos lotes de vacinas. Importante destacarmos que à medida que avançamos, o público aumenta e é necessário uma quantidade de vacinas maior. Todo este planejamento está sendo feito pela equipe do setor de Vigilância Epidemiológica com controle rigoroso para que possamos avançar com responsabilidade”, afirma.  

  

A vacinação na cidade segue sendo realizada em 10 pontos e tem como público alvo no momento, pessoas com comorbidades acima de 40 anos, trabalhadores da saúde com mais de 30 anos, e idosos com mais de 60 anos. Também continuam sendo vacinados gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos, pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos, pessoas com autismo maiores de 18 anos e pacientes renais crônicos com mais de 18 anos. 

 

Petrópolis segue o Plano Nacional de Vacinação, que determina a vacinação de todas as pessoas maiores de 18 anos (neste momento ainda não há aprovação, no Brasil, da vacina para crianças e adolescentes). Em função da quantidade de doses insuficiente para todo o público simultaneamente, o Ministério da Saúde elencou os grupos prioritários, que foram divididos em quatro fases, começando pelos idosos com mais de 75 anos (1ª fase), idosos com 60 a 74 anos (2ª fase), pessoas com comorbidades com 18 a 59 anos (3ª fase) e trabalhadores de áreas como educação, limpeza pública e transporte (4ª fase).

 

Trabalhadores da saúde também estão na lista de prioridades. Após a conclusão da vacinação nestes grupos, conforme prevê o Plano Nacional de Vacinação, será aberto o cadastramento para a parcela da população que não faz parte dos grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem