Empresas dos setores de telecomunicações, serviços essenciais e financeiros lideraram o ranking de queixas registradas pelo Procon Petrópolis no mês de maio. Ao longo dos 31 dias, o órgão de defesa do consumidor recebeu um total de 91 reclamações fundamentadas, que são aquelas que não são resolvidas após a fase inicial de apuração.

 

A Telemar Norte Leste aparece em primeiro lugar no ranking de reclamações, com quase 14 por cento de todos os atendimentos realizados pelo Procon Petrópolis. Duas concessionárias de serviços essenciais, Enel e Águas do Imperador, ficaram com o segundo e terceiro lugares (11 e 6 por cento) entre os consumidores descontentes com os serviços.

 

Os assuntos financeiros também estiveram na pauta do Procon Petrópolis. Bancos e financeiras foram alvos de contestação para 35 petropolitanos, sendo que em sua maioria cobranças consideradas abusivas pelos consumidores. Entraram na estatística do órgão produtos, planos de saúde e serviços privados, que corresponderam a 20 por cento no universo de reclamações.    

 

“Os números de maio representam o momento em que as pessoas enfrentam dificuldades em honrar seus compromissos. Além disso, as instituições cobradas não aliviam na hora de cobrar juros, quando não cometem erros contra o consumidor. O Procon Petrópolis tem agido com muito rigor na cobrança dos direitos e proteção ao consumidor, doa a quem doer”, ressaltou o Coordenador do Procon Petrópolis, Jorge Badia.

 

Sobre a movimentação dos petropolitanos no Procon nos quase 30 dias do mês, o Coordenador destacou que o órgão segue com credibilidade junto ao público, razão pela qual mais de 160 pessoas procuraram um auxílio para resolver a sua demanda. Segundo Badia, funcionários especializados recebem as reclamações pelos canais de atendimento nesses tempos de pandemia, em que uma boa parte do público tem evitado ir às ruas.

 

“Os problemas acontecem o tempo todo nessa relação de consumo. O Procon Petrópolis tem cumprido sua missão. Por isso, estamos à disposição para atender da melhor forma possível e encontrar soluções que satisfaçam plenamente o consumidor”, finalizou o coordenador.     

 

O petropolitano pode agendar uma reunião presencial para relatar seu problema ou tirar dúvidas sobre alguma compra realizada pelos números (24) 2246-8469, 2246-8471, 2246-8473, 2246-8475, 2246-8477, 2246-8470, 2246-8472, 2246-8474 e 2246-8476. O agendamento também pode ser feita através do e-mail procon@petropolis.rj.gov.br. O Procon funciona na rua doutor Moreira da Fonseca, número 33, no Centro Histórico.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem