Ocupação de leitos de UTI em 10,61% também é a menor do ano

 

Pela primeira vez desde o início da pandemia, em março do ano passado, leitos clínicos da rede pública (SUS) destinados ao tratamento de pacientes com covid-19 fecharam o dia sem pacientes internados. Boletim da Secretaria de Saúde fechado no fim da tarde desta quarta-feira (06/10) aponta ocupação zero em leitos covid-19 existentes na UPA Cascatinha, Hospital Alcides Carneiro e Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. A taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública também é a menor desde o início deste ano: 10,61%, com sete pacientes internados na rede SUS da cidade.

 

“São dados que nos revigoram, pois mostram que estamos no caminho certo. Temos visto nos últimos meses que, ao passo que avançamos com a vacinação, os casos graves estão diminuindo na cidade. Hoje fechamos o dia com esta excelente notícia. Seguimos monitorando a pandemia, mas os resultados da vacinação estão cada vez mais visíveis", destaca o prefeito Hingo Hammes.

 

“Os números confirmam o que defendemos desde o início: a ciência está certa e a vacinação é único caminho para o controle da pandemia. Continuamos monitorando a situação e reforçamos que é fundamental que as pessoas se vacinem, pois as vacinas salvam vidas!” destaca o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho, que lembra ainda a importância da manutenção do uso de máscaras neste momento. 


Boletim Epidemiológico

 

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta quarta (06/10), zero em leitos clínicos e 10,61% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 84 pacientes internados, sendo 36 em UTIs, apenas sete na rede SUS, e 48 em leitos clínicos, todos em hospitais da rede privada. Três óbitos foram inseridos na base de dados do município nesta quarta-feira.

 

Até agora foram realizados no município 201.147 testes para Covid-19, com 48.927 resultados positivos e 151.684 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

 

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.529 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

 

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem