Entre 2012 e 2020, seis homens faleceram em decorrência da doença em Petrópolis

 

Outubro é o mês de conscientização ao câncer de mama e por meio da campanha do Outubro Rosa são promovidas ações de sensibilização e orientações a população sobre a doença, além de levar informações sobre o tratamento para a redução da mortalidade. Como a doença não acomete apenas as mulheres, a prevenção também deve ser estender ao público masculino. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 1% do total de casos registrados acometeram homens.

 

Entre 2012 e 2020, 425 pessoas em Petrópolis faleceram após diagnóstico de câncer de mama. No mesmo período, seis homens foram vítimas da doença na cidade. O câncer no colo do útero ou no ovário, acometeu 226 pessoas. Marilda Plácido, coordenadora das áreas de ginecologia e mastologia do Hospital Alcides Carneiro (HAC) - referência na rede pública para cirurgias oncológicas com procedimentos de mastectomia e reconstrução de mama - ressalta que os homens não sabem que também podem ser alvos do câncer de mama.

 

"Em geral, quando diagnosticados, a doença está em um estágio mais avançado da doença. A preocupação é menor do que a da mulher, diante da diferença no índice de casos. Apesar do risco ser menor, os homens precisam estar atentos a qualquer alteração na mama e procurar, imediatamente, um profissional especialista para compreender os cuidados que devem ser seguidos", explica ela.

 

O secretário de Saúde, Aloisio Barbosa Filho orienta que manter os cuidados contínuos com a saúde deve ser uma rotina na vida dos homens. “O público masculino deve buscar atendimento primário na rede de saúde, nos postos mais próximos. Caso haja alguma alteração suspeita no corpo, o médico realiza o encaminhamento para o mastologista”, disse.

 

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Há vários tipos de câncer de mama e alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem lentamente. A maioria dos casos, quando tratados adequadamente e em tempo oportuno, apresentam bom prognóstico

.

Marilda ressalta que a detecção masculina advém de algum sinal clínico, como um caroço ou excremento de secreção na parte mamária: “O homem não realiza exames de mamografia em rotina igual a mulher, porém, quando há alguma alteração na mama, o solicitamos. Qualquer alteração na região costuma ser visível e não pode ser ignorada", frisa a coordenadora.

 

"Hábitos como alimentação saudável e balanceada, controle de peso corporal, regularidade na prática de atividades físicas, o não uso de esteroides anabolizantes, assim como, evitar o consumo de bebidas alcoólicas são fundamentais para prevenção. Outro alerta fica em relação ao cigarro: o não uso reduz drasticamente as possibilidades de aparecimento de qualquer tipo de câncer", orientou Marilda.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem