A campanha convida a repensar a ingestão de proteína animal e explica os impactos da ação no meio ambiente 


O movimento ainda motiva o descobrimento de novos sabores. A Casa Pellegrini oferece opções que vão de saladas e caldos até sanduiche vegano. (Divulgação)

Segunda-feira é mundialmente conhecido como o dia para mudanças, dia para tomarmos decisões, começarmos transformações e novidades. Que tal tentar algo que trará um enorme benefício para todos?! Esta é a ideia da Campanha Segunda Sem Carne, que tem como proposta conscientizar as pessoas sobre os impactos que o uso de produtos de origem animal para alimentação tem sobre os animais, a sociedade, a saúde humana e  o planeta, convidando-as a tirá-los do prato pelo menos uma vez por semana e a descobrir novos sabores.
A proposta é retirar por um dia da nossa alimentação qualquer alimento de origem animal e incentivar a redução do consumo de carne e, consequentemente, o aumento do consumo de leguminosas, frutas, cereais e verduras, como recomendado pelo Guia
Alimentar para a População Brasileira do Ministério da Saúde.
O movimento defende que, uma alimentação sem ingredientes de origem animal é ética, saudável e sustentável. Assim como nós, os demais animais devem poder viver livres, juntos aos membros de sua espécie.
Também há a preocupação com os animais. A competição acirrada do agronegócio tem levado os produtores a tratar os animais como objetos e mercadorias, muitas vezes sendo criados e abatidos em condições muito precárias.
Outros dois pilares da Segunda Sem Carne são a preservação do planeta Terra e a saúde da população humana. Além disso, o movimento ainda motiva o descobrimento de novos sabores.
Existente em mais de 40 países como Estados Unidos e no Reino Unido (onde é encabeçada pelo ex-Beatle Paul McCartney) e apoiada por inúmeros lides internacionais, a campanha tem gerado mais impacto no Brasil.
Ficou interessado em participar e de adotar este hábito? A  Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) disponibiliza receitas saborosas, dicas de nutrição, notícias e informações qualificadas a respeito das razões éticas, ambientais e de saúde para passar essa ideia adiante. Para saber mais basta acessar: www.segundasemcarne.com.br.

Foto: Bruno Wanderley



Leia Também