‘Hora do conto’ levou o encantamento das histórias infantis para adultos e crianças

O hábito da leitura é um grande estímulo à criatividade, imaginação, inteligência e a capacidade verbal e de concentração das crianças. Por conta disso, a Unimed Petrópolis promoveu uma manhã de leitura e muita diversão na Livraria Nobel no último sábado (23.02). A iniciativa faz parte do movimento nacional da Unimed que visa bem-estar, qualidade de vida e no município ocorrerá uma vez por mês.
Dentro da proposta da campanha Mude 1 Hábito, os pais foram estimulados a darem o exemplo para que as crianças usem menos o celular e internet como forma de entretenimento. O presidente da Unimed Petrópolis, Rafael Gomes de Castro explica que a mudança de hábito ocorre gradativamente e o movimento nacional visa estimular metas que são do dia a dia de adultos e crianças. Há ainda como diretrizes – incentivo a adoção de uma alimentação equilibrada, motivação para se começar uma atividade física, parar de procrastinar e ter boas noites de sono.
 “Os benefícios do livro para as crianças são incalculáveis para toda a vida. Leva a criança a querer ler, a buscar saber, a adentrar-se no mundo da arte, do desenho e da imagem através das ilustrações. Aumenta sua habilidade de escutar, desenvolve seu sentido crítico, aumenta a variedade de experiências, e cria alternativas de diversão e prazer para ela”, explica Rafael Gomes de Castro que complementa que como brinde, presenteou as crianças com um gibi da Turma da Mônica com um alerta sobre o uso de drogas, através de uma parceria com o Instituto Maurício de Sousa.
A administradora Andrea Moura de Souza foi surpreendida com a ação ao passar pela calçada da livraria, acompanhada da filha de 7 anos ela apoiou a iniciativa.
“Que bacana ver duas empresas se juntando para promover uma ação tão importante para as crianças. Eu sempre busco incentivar a Larissa a ler, ela acabou de ser alfabetizada, mas desde cedo temos o hábito de ler para ela”, disse.
Já Rafaela Almeida Borges levou o filho Bernardo de 8 anos para a livraria com o objetivo de fazê-lo despertar pelo prazer da leitura.
“Se a gente deixar ele passa o tempo todo no celular ou no tablet jogando. Foi muito bacana a contadora ter explorado histórias também para o universo masculino, assim ele percebeu como pode ser legal ler um livro. Saio daqui com dois novos livros na bolsa, um para mim e outro para ele. Acredito que o evento cumpriu o seu objetivo em fazê-los deixar um pouco a internet”, avalia.


Leia Também