Feijoada de Carnaval no Duetto’s  Bistrô e Café

Um dos pratos típicos mais conhecidos e populares da culinária brasileira faz tanto sucesso que ganhou até homenagem na letra da música composta por Chico Buarque de Holanda: "Feijoada Completa", que dá a receita que mistura feijão preto, pedaços de
carne de porco, arroz, couve e farofa. A tradição ganha preferência nos dias de folia e o prato é o queridinho de quem curte a festa. Para todos os gostos e bolsos o que não faltam são opções para comer “aquela feijoada” em Petrópolis.
No Duetto’s Café e Bistrô (Museu Imperial) ela é famosa e acontece apenas no período carnavalesco (de sábado a terça-feira) a preço fixo, onde o cliente pode se servir à vontade. Já no restaurante da Di Farina (Avenida Ipiranga - foto à esquerda) e no Olivinho (Valparaíso), ambos com funcionamento normal durante os dias de folia, a feijoada pode ser degustado aos sábados com direito a muito torresmo! E se a idéia é um prato artesanal, a receita do Ariá (Shopping Vilarejo) dispensa elogios. “O chef  Bruno Canatto arrasa, sou fã”, declara Márcia Coelho Neto sobre sua feijoada preferida. Ela e outros leitores participaram de uma pesquisa de opinião que fizemos em nossas redes sociais. Ficou com vontade? Tem uma lista com outros restaurantes onde o prato pode ser apreciado após o Carnaval. É como canta Chico Buarque : “joga o paio, carne seca, toucinho no caldeirão, e vamos botar água no feijão!”.


 Feijoada do Ariá em Itaipava

Origem do prato
Segundo historiadores, teria surgido apenas no século XIX. Sua origem é um tanto controversa. Uma delas atribui aos escravos a criação do prato aproveitando as sobras de comida da casa-grande, que incluíam partes descartadas do porco, como pés, orelhas e rabo. Em outra, acredita-se que a feijoada já existia antes na Europa, mas com outro nome: o cozido.
Podemos encontrar exemplos do prato na culinária de países como França (cassoulet), Espanha (cozido madrilenho) e Itália (casseruola). Provavelmente, a nossa feijoada foi uma adaptação do cozido europeu, mas com uma grande diferença: o emprego do feijão preto, finalmente uma contribuição tipicamente brasileira.
O prato consiste na mistura de feijão preto com vários tipos de carne de porco e de boi. É servida com farofa, arroz branco, couve refogada e laranja fatiada, entre outros acompanhamentos. Os apaixonados por feijoada conhecem bem a receita e também os
locais onde ela é bem servida. Apesar do prato ser opção em muitos cardápios durante a semana, a tradição é aos sábado e, no carnaval, não poderia ser diferente.

AS MAIS PEDIDAS

1)Casa D’Angelo
Rua do Imperador, 700 - Centro

2)Di Farina
Av. Ipiranga, 629 - Centro

3) Mister Grill (foto)
Rua Doutor Alencar Lima 35, loja 7

4)Choperia Gehren
Rua Montecaseros, 626 - Centro

5)Brasileirinho
Treze de Maio, 183 – Centro

6)Armazém 646
Rua Visconde de Itaboraí 646 - Valparaíso

7)Ariá Cozinha Artesanal
Estr. União e Indústria, 10035 - Itaipava

8)Galisco
Estrada União e Indústria, 9060 – Itaipava

9)Le Coq 
Estrada de Secretário nº 180 – Secretário


Nenhum comentário:

Postar um comentário