Só para a festa, mais de 150 pessoas trabalham diretamente no setor, entre pontos de venda e produção

Capital Estadual da Cerveja, as bebidas artesanais não poderiam ficar de fora de uma das principais festas da Cidade Imperial, a 30ª Bauernfest. Paixão também dos alemães, elas estão por toda parte na Festa do Colono e têm conquistado o público. De acordo com a Associação das Microcervejarias de Petrópolis (AMP), até o encerramento da festa, serão produzidos mais de 30 mil litros de cerveja artesanal. As 18 marcas disponíveis, todas locais, podem ser encontradas nos jardins do Palácio de Cristal e na Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia), com o Biergarten.
 Desde o ano passado, a presença da cerveja artesanal está garantida na festa por conta da lei sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi, regulamentando a autorização do espaço que fica no entorno do Palácio de Cristal para que receba apenas empresas petropolitanas, que tenham produtos típicos culturais alemães, mantendo assim a tradição e as raízes germânicas. Só para a festa, mais de 150 pessoas trabalham diretamente no setor, entre pontos de venda e produção.
“A produção de cerveja artesanal é uma das recentes vocações do município e temos estimulado ao máximo as microcervejarias, que só cresceram na cidade nos últimos anos. A presença dessas marcas locais é fundamental na Bauernfest e tem feito muito sucesso entre visitantes e petropolitanos. É uma forma também de aquecer ainda mais a economia”, frisa o prefeito Bernardo Rossi. “O movimento está muito bom, as pessoas têm gostado e têm aproveitado muito também o Biergarten”, completou o presidente da AMP, José Renato Romão.
Vocação da cidade, a produção de cerveja artesanal começou a crescer menos de 10 anos atrás e hoje já é referência no estado, com cervejarias e microcervejeiros espalhados pelos quatro cantos de Petrópolis, além de feiras mensais de produtores artesanais e o título de Capital Estadual da Cerveja, recebido em 2017. O setor tem sido importante também para o turismo.


Leia Também