Verdades e mentiras sobre o novo coronavirus

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, notícias falsas estão sendo compartilhadas pelas redes sociais e podem prejudicar a batalha contra a Covid-19. A disseminação vem ocorrendo na web por meio de textos, imagens, vídeos e costumam ser alarmantes gerando um pânico desnecessário na população. Para combater as Fake News sobre o assunto, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população: (61)99289-4640. Confira fatos, verdades e mentiras a respeito do novo coronavírus

FATOS 


* O vírus não é um organismo vivo, mas uma molécula de proteína (DNA) coberta por uma camada protetora de lipídios (gordura) que, quando absorvida pelas células da mucosa ocular, nasal ou bucal, altera seu código genético. (mutação) e os converte em células agressoras e multiplicadoras.

* Como o vírus não é um organismo vivo, mas uma molécula de proteína, ele não é morto, mas decai por si próprio. O tempo de desintegração depende da temperatura, umidade e tipo de material em que se encontra.

* O vírus é muito frágil; a única coisa que a protege é uma fina camada externa de gordura. É por isso que qualquer sabão ou detergente é o melhor remédio, porque a espuma quebra a molécula de gordura (é por isso que você precisa esfregar tanto: por 20 segundos ou mais, para fazer muita espuma). Ao dissolver a camada de gordura, a molécula de proteína se dispersa e se decompõe sozinha. 

É VERDADE


* Calor derrete gordura; é por isso que é tão bom usar água acima de 25 graus Celsius para lavar as mãos, roupas e tudo. Além disso, a água quente produz mais espuma, o que a torna ainda mais útil.

* Álcool ou qualquer mistura com álcool acima de 65% dissolve qualquer gordura, especialmente a camada de gordura externa do vírus.

* Qualquer mistura com 1 parte de alvejante e 5 partes de água dissolve diretamente a proteína, decompondo-a por dentro.

* A água oxigenada ajuda muito tempo depois de sabão, álcool e cloro, porque o peróxido dissolve a proteína do vírus, mas você precisa usá-la pura e isso machuca a pele.

ATENÇÃO!


* Nenhum bactericida ou antibiótico serve. O vírus não é um organismo vivo como bactérias; anticorpos não podem matar o que não está vivo.

* Nunca agite roupas, lençóis ou panos - usados ou não utilizados. Embora colado a uma superfície porosa, é muito inerte e desintegra-se apenas em:
- 3 horas (tecido e poroso)
-4 horas (cobre e madeira)
-24 horas (papelão)
- 42 horas (metal)
-72 horas (plástico)

Mas se você o sacudir ou usar um espanador, as moléculas do vírus flutuam no ar por até 3 horas e podem se alojar no nariz.

* As moléculas do vírus permanecem muito estáveis no frio externo, ou no frio artificial dos condicionadores de ar, tanto os de casa quanto os dos carros. Eles também precisam de umidade para permanecerem estáveis, e principalmente de escuridão. Portanto, ambientes desumidificados, secos, quentes e brilhantes o degradam mais rapidamente.

* A LUZ UV em qualquer objeto que a contenha decompõe a proteína do vírus. Por exemplo, para desinfetar e reutilizar uma máscara, é perfeito. Mas cuidado, pois também quebra o colágeno da pele (que também é uma proteína).
* O vírus não pode passar por uma pele saudável.
* O vinagre NÃO é útil porque não quebra a camada protetora de gordura.

* Nenhuma Bebida Alcoólica, Nem Vodka, serve. A vodka mais forte TEM 40% de álcool e você precisa de 65%.

* Listerine Pode Servir! Tem 65% de álcool.

* Quanto mais confinado o espaço, maior poderá ser a concentração do vírus. Quanto mais aberto ou naturalmente ventilado, menor será esta concentração.

* Você deve lavar as mãos antes e depois de tocar na mucosa, comida, fechaduras, maçanetas, interruptores, controle remoto, telefone celular, relógios, computadores, mesa de trabalho, TV, etc. E ao usar o banheiro.

* Você precisa hidratar as mãos secas, de tanto lavá-las, porque as moléculas podem se esconder nas microrachaduras. Quanto mais espesso o hidratante, melhor.

* Mantenha também suas unhas curtas, para que o vírus não se esconda por lá.

É FAKE!


*Beber água quente ou chá mata o vírus
Falso. O vírus não pode ser combatido com a ingestão de bebidas quentes. Os antibióticos também não são recomendados para prevenção ou tratamento. Segundo o Ministério da Saúde, ainda não há um medicamento ou substância específica, vitamina, alimento ou mesmo vacina para evitar a doença.
A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) ressalta também que a vacina da gripe não protege contra o novo coronavírus, apenas contra o influenza. Além disso, a associação informa que não há evidências científicas que comprovem a eficácia de medidas relatadas nas redes sociais, como lavar o nariz com água e sal, comer alho ou passar óleo de gergelim no corpo.

*O coronavírus não tem cura e mata em alguns dias
Falso. Boatos indicam que, na primeira fase da doença, há ocorrência de tosse seca e, dias depois, ela evolui para pneumonia, se tornando letal. Na verdade, a maioria das pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus sobreviveram, ou seja, é possível se recuperar da doença.
Ainda não há um tratamento específico para o novo coronavírus, mas pesquisas estão em desenvolvimento. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é procurar um médico assim que se manifestarem sintomas mais fortes do que uma gripe comum, como coriza, dor de garganta, dor de cabeça, febre, dor nos músculos e dificuldade para respirar.

*Vitamina C pode ajudar a prevenir o coronavírus
Falso. “Não há nenhuma evidência que indique que a vitamina C previna ou trate qualquer infecção, muito menos o novo coronavírus”, diz Kfouri.
De acordo com o médico, nenhuma vitamina tem eficácia comprovada na prevenção. Para diminuir as chances de contágio, as melhores práticas são lavar as mãos com frequência, evitar aglomerações e cobrir a boca e o nariz com o antebraço ao tossir ou espirrar.

*Cuba anuncia vacina contra coronavírus
Falso. Ainda não há nenhuma vacina ou medicamento com eficácia comprovada contra o coronavírus. Caso manifeste sintomas como febre e dificuldade de respirar e tenha retornado de viagem a países com ocorrência do vírus ou entrado em contato com pacientes confirmados, procure o serviço de saúde mais próximo e siga as orientações dos médicos.
De acordo com orientações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), todos os planos de saúde devem cobrir o teste para o coronavírus. O Sistema Único de Saúde (SUS) também oferece o exame.

*Médicos tailandeses curam paciente com coronavírus em 48 horas
Falso. Ainda não há um produto ou medicamento que ajude a prevenir ou tratar a infecção. Os órgãos de saúde recomendam evitar ficar perto de pessoas com infecções respiratórias graves, lavar as mãos com frequência, cobrir a boca e o nariz quando espirrar ou tossir, evitar tocar as mucosas de nariz, olhos e boca, além de manter ambientes ventilados.

*Produtos de origem chinesa podem estar infectados
Falso. Não há evidências de que produtos enviados pela China ao Brasil possam trazer o novo coronavírus. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está monitorando aeroportos, portos e fronteiras, mas não há restrições sobre produtos ou alimentos fabricados na China.

*Lança-perfume, o popular “loló”, pode curar uma infecção
Falso. Não existe nenhum estudo que comprove a eficácia do lança-perfume contra o novo vírus. No entanto, há uma abundância de provas de que o loló pode causar perda de memória, náusea, dor de cabeça, desmaios e, em casos extremos, até paradas cardíacas ou respiratórias. O uso e comercialização do lança-perfume são proibidos no Brasil. Fonte Guia da Farmácia.

Mais informações nos sites:


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis