Professora Luciene Lopes Baptista


Luciene Lopes Baptista*

Neste período de quarentena, muitas pessoas precisaram adaptar a dinâmica de trabalho para evitar a contaminação pelo Coronavírus. O isolamento social se tornou imperativo para conter a velocidade de contágio e a possível disseminação da doença, medidas adotadas pelas autoridades de saúde como prevenção, principalmente para não afetar as pessoas mais vulneráveis, que fazem parte dos grupos de risco.
Nestas circunstâncias, o afastamento físico do trabalho determinou, em muitos casos, a prática do trabalho em Home Office, modalidade que se caracteriza pela realização das atividades profissionais na residência do trabalhador.
Diante dessa realidade, é importante lembrar que a realização do trabalho no ambiente doméstico requer alguns cuidados e condições para que seja efetivo o resultado. Neste sentido, é necessário destacar dois blocos de atenção: as condições e os cuidados relacionados ao ambiente em que o trabalho será realizado, e também em relação ao comportamento dos profissionais que exercerão as atividades em casa.
Para realizar as atividades profissionais de casa, é necessário reservar um espaço privado e adequado ao exercício das funções, que disponha de todos os mecanismos essenciais para a boa realização do trabalho. Além de acesso à internet e ao telefone, os trabalhadores devem dar atenção especial e verificar questões como iluminação, temperatura e o nível de ruídos do ambiente, além de um mobiliário que garanta conforto e postura adequada ao esforço físico e psíquico que será requerido. Assim, será realizado um trabalho mais produtivo, sem comprometer a saúde do trabalhador.  
O segundo bloco de cuidados e condições para se trabalhar em casa, tem a ver com a pessoa que vai realizar a atividade profissional, pois são necessárias algumas competências comportamentais para manter-se focado no trabalho estando em casa. Por exemplo, a disciplina que representa a capacidade de manter-se comprometido com o cumprimento das atividades planejadas, respeitando a carga horária de trabalho.
Outras duas competências importantes são a organização, fundamental para otimizar as tarefas do dia a dia, e a gestão do tempo, para dividir de maneira equilibrada todos os afazeres do dia, de trabalho, de dar atenção aos familiares e também aos cuidados com a casa.
Por fim, a última dica valiosa é em relação aos cuidados com a saúde. Para se trabalhar em casa acumulando os papéis de profissional e membro da família, é necessário ter muita saúde física e mental. Então, requer dormir bem, se alimentar de forma saudável e fazer exercícios físicos. 

(*)Professora do Curso de Gestão em Recursos Humanos da FMP/Fase

Mais artigos:







Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis