O governo interino realizou nesta sexta-feira (22/01) nova Operação Choque de Ordem em diversos pontos da cidade, visando conter aglomerações e evitar a disseminação do coronavírus. As pessoas foram orientadas sobre o uso de máscaras e cumprimento dos decretos. Um estabelecimento que funcionava como boate e também como restaurante, foi intimado a providenciar álcool em gel aos frequentadores.


Desde o início da noite de sexta-feira (22/01) até o começo da madrugada deste sábado (23/01), equipes da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP - Posturas e Guarda Municipal) e Vigilância Sanitária estiveram em pontos da cidade com histórico de aglomerações para fiscalizar o cumprimento dos decretos municipais de prevenção ao coronavírus e orientar as pessoas sobre o distanciamento social e uso obrigatório de máscaras. A ação ainda contou com o apoio da Polícia Militar e da CPTrans, que ajudaram na organização do trânsito e na fiscalização de estacionamento irregular.

 

Duas equipes realizaram ações de combate à covid-19 e às aglomerações na rua 13 de Maio, na Praça da Liberdade e Praça Princesa Isabel.  Na rua 13 de Maio, os frequentadores do local e comerciantes foram orientados pelas equipes sobre os cuidados de prevenção à doença, sendo os estabelecimentos obrigados a fechar à meia-noite. No Carangola, as equipes estiveram em bares alertando sobre medidas preventivas à doença. Também houve ações em Nogueira e Corrêas. Em Itaipava, responsáveis por estabelecimento que funcionava como boate foram intimados pelos fiscais a seguir as orientações dos decretos municipais.

 

Equipes da Comdep também trabalharam na madrugada para garantir a limpeza de locais em que vinham sendo verificados problemas. Na Praça Princesa Isabel por exemplo, já durante a madrugada equipes fizeram a limpeza, deixando o espaço preparado para receber os participantes da feira da economia solidária, realizada no local aos sábados.

 

A secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Karina Bronzo falou da importância da operação. “É um processo de conscientização das pessoas para que respeitem os decretos de prevenção à covid-19. O principal objetivo dessas operações é evitar a propagação do vírus e salvar vidas”.

 

A Prefeitura reforça que o mais importante nesse momento são as vidas dos petropolitanos e que a operação também ajuda a reduzir a ocupação em leitos, evitando que o vírus se espalhe ainda mais.

(Edição: 23/01/2021)

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis