Cuidar dos pacientes de forma integral para além da patologia. Esse é o objetivo do movimento “O que importa para você?” que, desde 2016, é realizado no Hospital Santa Teresa. As ações acontecem durante todo o ano, mas nos meses de junho, a instituição promove uma campanha para relembrar a importância do movimento.

 

“A Rede Santa Catarina foi pioneira na adoção do movimento de forma estruturada no Brasil. Treinamos nossos colaboradores para estarem abertos a ouvir os anseios dos pacientes, porque entendemos a importância de cuidar do amor de alguém. Realizar pequenos gestos que importam para nossos pacientes traz benefícios para todos e também para o tratamento”, explicou o diretor executivo do HST, o médico Leonardo Menezes.

 

A Coordenadora de Segurança e Experiência do Paciente Ana Paula Meirelles contou que o objetivo é valorizar a identidade do paciente, aproximando os profissionais por meio da escuta: “Estimulamos as equipes a terem conversas significativas para além da patologia. Cuidar de maneira integral do paciente faz parte da nossa missão. Quando perguntamos a eles o que importa, queremos fazer ações para deixá-los mais felizes, mesmo diante do enfrentamento de uma doença”, disse, lembrando-se que as equipes promoveram, nos anos anteriores, visitas especiais e atenderam pedidos de refeições diferentes e até passeios no pátio para ver o sol.

 

Para a edição deste ano da campanha, além da tradicional cantata que será realizada na manhã do próximo dia 25 pelos corredores do hospital, as famílias serão envolvidas e estimuladas a produzirem cartas manuscritas; prontuários afetivos foram instalados nos leitos com fotos e detalhes da vida dos pacientes e os colaboradores farão ligações para conversar com aqueles que desejarem.

 

“Percebemos que os funcionários se empenham em promover as ações do movimento na rotina diária do cuidado. Seja dando a mão para o paciente em um momento difícil, seja colocando um cântico de louvor a seu pedido durante a troca de curativos. As ações envolvem todo o hospital e são importantes para os pacientes, para nós e para o resultado do tratamento”, avaliou a supervisora da UTI São José, Emmily Wanderley Fonseca.


 


 

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem