Vacinação será feita no Parque de Itaipava e Casa da Educação a partir de sexta

 

Profissionais que atuam na Educação infantil terão mais um ponto para receber a vacina contra a covid-19: o parque municipal em Itaipava. A medida foi adotada pela Secretaria de Saúde para acelerar o atendimento a este segmento que começou a ser vacinado nesta quarta-feira (02/06) na Casa da Educação Visconde de Mauá, no Centro. Para receber a vacina, assim como os demais públicos, é preciso que o profissional esteja cadastrado junto à Secretaria de Saúde e apresente no local de vacinação a documentação que comprove o vínculo de trabalho especificamente na educação infantil, no caso dos trabalhadores da rede privada. A Secretaria de Educação enviou à Saúde uma lista com os nomes dos profissionais da rede pública que se enquadram no público alvo. O cadastramento deve ser feito no site da prefeitura (www.pmp.rj,govo.br).

 

“O cadastro é fundamental para que a vacinação continue sendo realizada de forma organizada, como tem ocorrido desde o princípio da campanha. Com um segundo ponto de vacinação para atender este seguimento, em Itaipava, conseguiremos acelerar a vacinação deste público, facilitando também o acesso para aqueles que moram nos distritos”, explica o prefeito interino Hingo Hammes, lembrando que o município segue as orientações do Ministério da Saúde. “A definição pelo segmento da educação infantil foi estabelecida por uma nota técnica emitida pelo Ministério”, complementa.

 

“Demos hoje mais um passo na imunização contra a covid-19 em nossa cidade. Desde a abertura do cadastro, observamos uma demanda grande dos profissionais de Educação. Em função disso, a Secretaria organizou as equipes de vacinação para que possamos disponibilizar vagas em um seguindo ponto para atender o seguimento da Educação. Iniciamos a vacinação com os profissionais da educação infantil seguindo que determina a nota técnica do Ministério, referente ao Plano Nacional de Imunização. Iremos avançar, conforme as determinações do Ministério, até chegarmos aos profissionais e trabalhadores de educação do nível superior”, pontua o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho.

 

Podem se cadastrar profissionais da Educação das redes públicas e privada que atuam na Educação Infantil (crianças de zero a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e também aqueles que trabalham nas escolas que têm turmas de educação infantil e vale para professores destas turmas, servidores de apoio e equipes gestoras das unidades.

 

No caso dos profissionais da rede municipal, além do preenchimento de cadastro no site da prefeitura, a Secretaria de Educação informou à Secretaria de Saúde os nomes dos profissionais que estão lotados nos CEIs, Escolas de Educação Infantil e Escolas regulares que atendem as turmas da educação infantil para facilitar na conferência de dados no momento da vacina.

 

Já os funcionários da rede particular que se cadastrarem devem apresentar no dia da vacina um documento da escola onde atuam, assinado e carimbado pelo responsável da unidade escolar, em papel timbrado, com identificação oficial da escola. O documento deve informar que, nos afazeres diários, o funcionário atua diretamente ou tem contato com as turmas que atendem à educação infantil.

 

A Secretaria de Saúde lembra que o cadastro para vacinação contra a covid-19 para outros públicos continua disponível no site da prefeitura.

 
Estão sendo vacinados no momento:

 

- Profissionais da Educação acima de 18 anos que atuam na Educação infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e em escolas que têm turmas da educação infantil

 

- Pessoas com comorbidades acima de 30 anos

 

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

 

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

 

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

 

- Pacientes renais crônicos com mais de 18 anos

 

- Pessoas com paralisia cerebral maiores de 18 anos

 

 - Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 30 anos.

 

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

 

- Gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (estas não precisam se cadastrar previamente)

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem