A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias encerra nesta segunda-feira (20) a campanha de arrecadação de agasalhos que, durante 45 dias, mobilizou a população e contribuiu para aquecer o inverno de famílias em risco social na cidade.

 

A iniciativa chamou a atenção por incentivar uma nova conduta de doação e aquisição de itens.  Por meio de um ponto de recolhimento instalado na entrada da secretaria, que ganhou o nome de “Parede Solidária”, as pessoas foram estimuladas a depositar o que não lhes servia e quem estivesse precisando, podia recolher o que fosse de maior necessidade. Com essa dinâmica, a Defesa Civil estima que mais de 15 mil peças tenham sido colocadas à disposição de pessoas com maior vulnerabilidade.

 

Com o mecanismo de doação, que teve como lema “Se tem, doe...se precisa, recolha”as doações foram dinâmicas. Diariamente, a reposição dos itens na Parede Solidária, era feita por pelo menos três vezes.

 

“A nossa intenção foi deixar as pessoas que precisavam das doações à vontade. Antes de criarmos a Parede Solidária sentíamos que a população ficava intimidada em entrar na unidade, pedir para ver as doações e recolher o que precisava. Com a instalação desse painel, onde eram expostos os itens, a busca pelas doações foi maior”, contou a diretora de projetos da Defesa Civil, a tenente Camila Grotz.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem