Daniel Miranda e Paulo Sá
 


Duo Barroqueando se apresenta sábado (02.10), a partir das 18h 


Um repertório que vai do barroco ao contemporâneo, com músicas que celebram a identidade cultural brasileira. Esse é o projeto do Duo Barroqueando, dos músicos Daniel Miranda e Paulo Sá, que se apresentam no sábado (02.10), a partir das 18h, na Casa de Petrópolis Instituto de Cultura. No espaço, os artistas irão apresentar o som da viola caipira e do bandolim brasileiro sob uma óptica peculiar.

 

O projeto dos artistas vem apresentado ao público uma nova experiência sonora, propondo releituras das obras de compositores como Vivaldi, Botolazzi e Riggieri com brasilidade e, por vezes, humor. O Duo apresenta um repertório Barroco dentro de uma linha interpretativa contemporânea, com um sotaque assumidamente mestiço. 

 

“O projeto se detém no poder de transformação estilística apresentada através de uma perspectiva histórica, comunicativa e informal. A experiência Barroqueando ‘conversa’ com o público”, destaca o músico Daniel Miranda, que desde 2016 desenvolve, ao lado de Paulo Sá, um repertório com diferentes sotaques e linguagens. 

 

Juntos, Daniel e Paulo pesquisam as novas visões criticas sobre o mosaico cultural brasileiro. Para os artistas, a música brasileira é o resultado híbrido de diversas influências e diferentes trajetórias musicais. Para a criação desse projeto, foi levado em consideração a constante transformação dos ‘fluxos artísticos’. 

 

“A música barroca e sua derivante colonial brasileira, consistem em ‘tramas’ decisivas nessa teia de influências criativas. Cremos que afirmar/estimular a reflexão sobre essa ‘vocação para o novo’ seja a justificativa central do projeto”, acrescenta Paulo Sá.

 

Barroqueando é o resultado da junção da experiência musical de Paulo Sá e Daniel Miranda. Bandolinista de vanguarda, Paulo Sá é membro fundador do Rio Trio e do Acantilado. Integrou a Orquestra de Cordas Brasileiras e a Camerata Brasil. Tem se apresentado por vários anos como solista em diversas formações camerísticas no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa. 

 

Já Daniel Miranda é Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Bacharel em Geografia pela mesma universidade. Sempre unindo a Geografia Cultural à diversidade regional da música brasileira, Daniel vem atuando em concertos didáticos na Europa há mais de 11 anos, período em que morou e atuou com a música no continente. 

 

Os convites para a apresentação são limitados e custam R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia entrada, podendo ser adquiridos pelo culturacasadepetropolis@gmail.com e pelo WhatsApp (24) 99318-6716. A apresentação respeita as regras de distanciamento preconizadas pelas autoridades de saúde.

 

 

Dicionário das Religiões Afro-brasileiras será lançado na Casa

 

Com intensa programação multicultural, o mês de outubro será movimentado na Casa de Petrópolis Instituto de Cultura. Além dos concertos programados para os dias 2, 16, e 30, e da exposição fotográfica ‘Do Real ao Imaginário’, que celebra os 60 anos da SOPEF, o destaque do mês é o lançamento do livro Dicionário das Religiões Afro-brasileiras.

 

Além da presença do autor, Ronaldo Rego, que estará no local autografando os exemplares da obra, o evento contará com uma palestra da historiadora e diretora executiva da Casa, Rachel Wider, com início às 18h. A programação busca celebrar a herança cultural africana no Brasil e a valorização das tradições de matriz africana. 

 

O evento é gratuito e com capacidade limitada. As inscrições devem ser feitas pelo WhatsApp, nos telefones (24) 99318-6716, (24) 98801-0356 ou pelo e-mail culturacasadepetropolis@gmail.com.

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem