Interessados em participar gratuitamente do evento tem até a próxima quarta-feira (10) para adesão

 

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Turismo, em parceria com o Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), realizará o Festival da Gastronomia Afro-Brasileira, entre os dias 17 e 21 de novembro, paralelamente à Ubuntu – Festa da Consciência Negra, que acontecerá na cidade no mesmo período. Será o quarto festival gastronômico realizado este ano (os outros três foram os da Bauernfest, Bunka-Sai e Serra Serata), com o objetivo de fomentar a economia da cidade, em especial à ligada ao segmento gastronômico no período de retomada.

 

Para isso, a TurisPetro estará recebendo, até o próximo dia 10 de novembro, inscrições de restaurantes e bares interessados em participar do festival, de forma totalmente gratuita, em uma das três categorias que serão oferecidas: pratos típicos, petiscos e somente delivery. As inscrições poderão ser realizadas pelo e-mail festaafrobrasileira.turispetro@gmail.com ou pelos telefones (24) 2246-9462 ou 2237-3321 (whatsapp do Disque Turismo).

 

Os interessados deverão solicitar uma ficha de cadastro a ser preenchida e enviada, assim como a logomarca do estabelecimento e três fotos dos pratos escolhidos para serem oferecidos no festival (que serão submetidos a uma curadoria do evento). Além disso, assinarão um termo de responsabilidade onde se comprometem, entre outras, a cumprir as exigências sanitárias ainda em vigor no município.

 

Uma das mais ricas e mais saborosas culinárias do mundo, a brasileira, tem suas origens em uma mistura das tradições indígenas, européias e africanas. Mas não há dúvida que a contribuição africana foi uma das mais importantes para a formação dos nossos hábitos alimentares. Durante o período da colonização, os comerciantes de escravos traziam os ingredientes (especiarias), os escravos traziam na memória os usos e os gostos de sua terra.

 

Atualmente, os pratos da cozinha de origem africana fazem parte da nossa alimentação, sendo saboreados no dia a dia das famílias e também nas festas populares. Os caldos, extraídos dos alimentos assados, misturados com farinha de mandioca (o pirão) ou com farinha de milho (o angu), são uma herança dos africanos. Podemos lembrar que da África também vieram ingredientes tão importantes como o coco e o café. O azeite de dendê e o uso de pimentas deram origem a diferentes comidas salgadas e doces.

 

Fazem parte dessa tradição receitas como o acarajé, o vatapá, o angu, o mingau, a pamonha e a canjica. Para terminar, não se pode deixar de mencionar um dos pratos favoritos do país: a feijoada, que também se originou nas senzalas. Enquanto as melhores carnes iam para a mesa dos senhores, os escravos ficavam com as sobras: pés e orelhas de porco, linguiça, carne-seca e outras partes eram misturados com feijão preto ou mulatinho e cozidos num grande caldeirão.

 

A única condição exigida para a participação no festival é que o estabelecimento ofereça um diferencial para moradores de Petrópolis nos dias 17 e 18 de novembro (quarta e quinta-feira, respectivamente), que pode ser um desconto, brinde ou cortesia em algum tipo de produto, a critério do participante. Em caso de dúvidas, poderá fazer contato através do telefone da Turispetro (24) 2246-9462, de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem