PUBLICIDADE


 

 


 

Petrópolis está enfrentando um sério desafio com a falta da vacina Varicela, contra catapora. A ausência desse imunizante, que protege contra uma doença comum na infância, tem gerado preocupação entre as famílias das crianças, público alvo do imunizante, e do governo municipal.

  

Embora o governo do Estado tenha alegado estar em processo de finalização do recebimento dos imunobiológicos procedentes do DPNI/MS, ele não deu qualquer previsão sobre a normalização do envio do imunizante. Petrópolis recebeu o último lote, contendo apenas 400 doses, em 24 de janeiro, e desde então enfrenta um desabastecimento.

  

O prefeito Rubens Bomtempo expressou sua preocupação com a situação. "É fundamental garantir o acesso à vacinação, especialmente para proteger nossas crianças de doenças evitáveis como a catapora", disse.

  

O secretário de Saúde Marcus Curvelo também se manifestou. "Estamos empenhados em resolver essa questão o mais rápido possível. É crucial que o governo estadual atue com celeridade para regularizar o fornecimento da vacina".

  

No calendário básico a vacina Varicela, que previne a catapora, é indicada aos bebês com 15 meses como primeira dose. A segunda dose deve ser aplicada aos quatro anos.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE


 

PUBLICIDADE