As mulheres do Quilombo da Tapera, localizado no Vale do Cuiabá, em Itaipava, serão
homenageadas no próximo dia 08, Dia Internacional da Mulher, no Shopping Itaipava, das 10h às 16h. O evento é uma iniciativa do Instituto Estadual do Ambiente – Inea, em parceria com o Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde (unidade especial da Fiocruz em Petrópolis), a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e o Shopping Itaipava, com o objetivo de divulgar e fortalecer a cultura quilombola, a comunidade da Tapera e principalmente as mulheres que a compõem.
Dentre as atrações estarão a exposição Resgate de uma Cultura, com fotografias que sobreviveram ao desastre socioambiental vivido pela região do Vale do Cuiabá, em 2011, e que trazem registros de quem é esta comunidade quilombola e como viviam seus membros. Fotografias também serão usadas para revelar o “antes e depois” do atual pomar cultivado pela comunidade, uma iniciativa que vem envolvendo também alunos da Escola Municipal Dr. Theodoro Machado, com apoio e acompanhamento dos técnicos da Secretaria Estadual de Ambiente – Sea e do Instituto Estadual do Ambiente – Inea, por meio da Superintendência Regional do Piabanha.
A programação contará com um jardim sensorial de hortaliças e ervas medicinais produzidas pelo primeiro horto de plantas medicinais da Região Serrana, erguido no Quilombo da Tapera, com apoio e acompanhamento do Fórum Itaboraí/Fiocruz-Petrópolis e como parte estruturante do Arranjo Produtivo Local – APL de Plantas Medicinais, que envolve agricultores da região para dispensação de ervas para o Sistema Único de Saúde – SUS. Esta atração contará também com bate-papo e histórias narradas pela Dona Teresa, rezadeira do Quilombo, e Sergio Monteiro, coordenador do Projeto de Plantas Medicinais do Fórum Itaboraí/Fiocruz-Petrópolis, quando o saber popular se encontra com o saber científico.
O evento trará, ainda, exposição, degustação e venda de produtos artesanais produzidos no Quilombo, como feijões, favas, milhos, frutas, compotas, ervas e outros. Todos os visitantes serão recebidos pelas mulheres do Quilombo e quem quiser prestigiar o evento levará consigo não apenas um pouco de quem são estas mulheres, quem é esta comunidade e cultura quilombola, mas também mudinhas de ervas e hortaliças para cultivar!

Serviço:
Fórum Itaboraí – Fiocruz

Leia Também