No ano em que completaria 100 anos, o sambista ganha homenagem no palco do Theatro D. Pedro. Com criação e direção de Haroldo Costa, atração da Firjan SESI comemora o Dia Nacional do Samba

Velha Guarda da Mangueira (Divulgação)

O Dia Nacional do Samba terá uma comemoração especial este ano. No ano em que completaria 100 anos, o sambista e compositor Geraldo Pereira, ganha homenagem da Velha Guarda da Mangueira em uma obra criada e dirigida pelo jornalista, ator e diretor Haroldo Costa, embaixador cultural do Rio de Janeiro. A apresentação será em 7 de dezembro às 20h. Os ingressos têm preços populares e estão à venda no teatro.
O projeto “A Luz do Escurinho Geraldo Pereira” homenageia o mineiro de Juiz de Fora que incorporou como poucos o jeito carioca. O show comandado pela Velha Guarda da Mangueira, escola do coração de Geraldo, reúne muitos amigos que conviveram com o artista homenageado e ouviram muitas de suas histórias e sambas em primeira mão.
Geraldo, que exalava talento e era intimamente ligado às noites do Rio de Janeiro, é responsável por uma obra admirável no mundo do samba. No show, a Velha Guarda da Mangueira passeia por sucessos como “Acertei no milhar” (com Wilson Batista), “Bolinha de papel” (com Wilson Vanderlei), “Cabritada Mal Sucedida” e a incrível canção “Escurinho”, considerada uma obra-prima por cantores e compositores de várias épocas e estilos.
Os ingressos estão à venda na bilheteria do Theatro D. Pedro (aberta das 14h às 20h). Pessoas com mais de 60 anos, estudantes, deficientes físicos e associados à Firjan SESI pagam meia-entrada. No dia da apresentação serão arrecadados alimentos não perecíveis que serão destinados a instituições de caridade.

Serviço
A Luz do Escurinho Geraldo Pereira
Dia: 07 de dezembro
Local: Theatro D. Pedro - Praça Expedicionários, s/n – Centro
Hora: 20h
Gênero: Show
Duração: 80 min
Ingressos: R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)
Classificação: 16 anos
Criação e direção: Haroldo Costa
Foto: Divulgação


Leia Também