Artistas e produções culturais que mais se destacaram em Petrópolis no ano de 2018 serão homenageados com o Prêmio Guerra Peixe, que este ano acontece no dia 10 de junho, no Castelo de Itaipava, às 19h30. Chegando à sua 10ª edição, ele é considerado uma das principais premiações do setor artístico-cultural do interior do estado. O Prêmio Maestro Guerra Peixe é organizado pela prefeitura, através do Instituto Municipal de Cultura Esportes (IMCE).
São 11 categorias, dez delas com quatro indicados e um vencedor, a única exceção é o Notório Reconhecimento que avalia o conjunto da obra realizado ao longo dos anos, e este único já leva a estatueta em bronze “Bandolim e Arte”, obra do artista visual Sérgio Cestari. Em 2019 o notório contemplado é o ator, músico e locutor Reinaldo Gonzaga. Os demais premiados só serão conhecidos no dia da festa. A lista dos indicados para essa edição comemorativa foi divulgada em janeiro deste ano.
“O prêmio faz uma justa homenagem ao maestro Guerra Peixe, esse grande maestro, e premia aqueles que foram destaque na nossa cultura no ano passado. E isso é fundamental, também faz parte do nosso papel, como poder público, apoiar e valorizar os artistas e produções locais”, frisa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Marcelo Florencio.
A comissão julgadora que apurou o resultado durante todo o ano de 2018 foi formada pela artista plástica Elisabeth Ferraz; a bailarina, professora e coreografa Isabela Barenco; a jornalista, pesquisadora digital e professora Monica Winter; o jornalista e pesquisador musical Nelson Kuster; o artista plástico e animador cultural Paulo Campinho; o técnico em audiovisual e produtor cultural Rogério Avelino; o músico, compositor e ator Thiago Oliveira; o ator, artista plástico e cenógrafo Arthur Varella e o escritor, músico e professor Marcelo Fernandes.          
“O prêmio foi criado em 9 de junho de 2009 e será comemorado a exatos 10 anos (e um dia) depois – são as sincronias do destino”, destaca Marco Aurêh, idealizador e coordenador da premiação.

Conheça os indicados:
Música Popular: Álcool 70; Alma Reggae; Dois no Samba; O Velho Blues.
Música Erudita: Coral Municipal de Petrópolis; Coral das Meninas e dos Meninos Canarinhos de Petrópolis (Réquiem de Mozart); Orquestra de Câmara de Petrópolis (ASMB); Teatro Gregoriano Estrada Real.
Teatro: Cia de Teatro da UMEP (O Reino Enfeitiçado); Flávia Miranda (figurinos de O reino Adormecido); Teatro Circense Andança (O Chororô do Rio); Trupe Inventada (O Grande Conscerto).
Dança: Ballet Heloísa Schanuel (The Fairy Doll); Cia Corpoiesis (À flor da pele); Marcio Rodrigues (atuação 2018); Studio DNA (Mamma Mia).
Artes Visuais: Carolina Ponte e Pedro Varela (Diálogos); Josiana Oliveiras (Arvorecer); Novos Olhares (Coletiva); Projeto Marcelo Lago e Grupo Açúcar (Diálogos).
Literatura: André Tavares (Todos os Pais do Mundo); Felipe Barenco (Dois, cinco, meia); José Afonso Vaz (Os Chinelos de Vó Mariquinha); Sylvio Adalberto (Sentir é Terno).
Comunicação: Arte e Cultura (TV Fase); Jornal de Itaipava; Um Programa & Tal (RPT).
Audiovisual: Carol Martins (Flores para quem está viva); Gustavo Pizzi (Benzinho); Milena Cafer e Mariana Diegues (Sexismo Insistente).
Produção Cultural: Deguste; FEESPE; Solstício do Som; Renata Garcia. Categoria Especial: Concertos de Órgão da Catedral São Pedro de Alcântara; Museu da Cerveja; SESC; Televisual (30 anos).
Notório Reconhecimento: Reinaldo Gonzaga.




Leia Também