Mariã cantora
Foto: May Bandeira

MPB e rock’n’roll em single

A faixa está disponível nas plataformas de música digital


Prestes a lançar seu EP de estreia solo, Mariã quer se consolidar como uma voz de convergência de cenas musicais. Ela une a MPB que vem de família com uma forte postura rock’n’roll no single “Meditação Urbana”. A faixa, que havia sido revelada em um vídeo ao vivo, agora está disponível em todas as plataformas de música digital.

No vídeo, Mariã é acompanhada por bases eletrônicas e por Felipe Duriez na guitarra, Gabriel Tauk no baixo e conta com imagens e edição de Clara Miloski. O formato evidencia as inspirações da música e a versatilidade da artista ao vivo.

“Pra mim a música que mais representa a cidade é o rock. O riff da guitarra e a distorção que isso causa muitas vezes, nos leva ao concreto, os sintetizadores remetem aos sons das ruas e o pulso da bateria à este mantra da cidade”, conta ela. “‘Meditação Urbana vem como um mantra das grandes cidades, um olhar atento ao que estamos vivendo e que certamente nunca nos foi tão questionado - qual o nosso propósito nesse lugar, é tempo de mudar o que não está bom e reconhecer o que nos faz feliz”, completa.

Nascida em Petrópolis, na serra fluminense e radicada no Rio de Janeiro, Mariã vem de uma família musical. Ela é neta de Lana Bittencourt, uma das grandes cantoras do rádio, e já teve  a honra de dividir o palco com nomes como Ney Matogrosso e Rogéria no Teatro Rival. Apaixonada por rock, morou um ano em Londres para realizar mais de 40 shows com músicos brasileiros, em grandes casas londrinas como o Ronnie Scotts Jazz Club. Em 2016, lançou através de um crowdfunding um disco com a banda Rádio Nuvem. 

Desde o ano passado trabalhando em sua estreia solo, o EP “Raia Luz”, Mariã une tons de MPB com forte influência roqueira. Para produzir o álbum, a artista convidou o produtor Rodrigo Braga (Vanessa da Mata), com quem ela havia trabalhado no disco da Rádio Nuvem. 

No aguardo do lançamento, Mariã lança a faixa que - em tempos de quarentena e distanciamento social - ganha um novo sentido.

“No momento em que colocam na balança a economia e a saúde, a frase ‘Dinheiro pra seguir sem medo. Será?’ nunca fez tanto sentido. E quando questiono ‘o que fazer para se sentir inteiro?’ me remete hoje às pessoas procurando atividades para preencher o dia e a cabeça, em troca do abraço que não se pode dar, dos olhos que não encontram um olhar”, reflete Mariã. 

Confira o vídeo ao vivo de “Meditação Urbana”




Leia também: 





Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis