Meditação mindfullness pode reduzir a pressão ocular que é uma das causas da doença


A meditação, prática usada para trazer a sensação de leveza, paz interior e tranquilidade, pode ser uma aliada também a pacientes de Glaucoma. Principalmente em tempos de pandemia, o exercício pode fazer bem para além do que comumente é feito. Um estudo do Journal of Glaucoma, revelou que a meditação Mindfulness, pode reduzir a pressão ocular, que é a principal causa da doença do nervo óptico, que se não tratada e diagnosticada precocemente, pode levar a perda da visão. 

 

"Essa patologia tem a particularidade de ser assintomática, o que torna o diagnóstico mais complicado. Alguns fatores de risco para o desenvolvimento do glaucoma são: histórico familiar, afinamento central da córnea e idade acima de 40 anos. Afrodescendentes também têm mais propensão a terem a doença. Pra que ela seja diagnosticada de forma preventiva, os pacientes precisam realizar consultas oftalmológicas anuais. Assim há oportunidade de medir a pressão ocular e identificar se há sinais de glaucoma", diz a Oftalmologista Ana Luísa Aleixo, de Petrópolis

 

O quadro agudo com dor intensa, náuseas e turvação visual súbita é raro e considerado uma urgência oftalmológica. Nesses casos a pressão se eleva rapidamente e é necessário o tratamento imediato. Muitas vezes não há causa aparente para o surgimento do glaucoma, mas o aumento de pressão do olho, pode ser induzido pelo uso inapropriado de colírios com corticóides, inflamações, catarata muito madura e após traumas, como por exemplo o de um soco, que pode ocasionar a doença muitos anos depois.

 

Segundo o estudo, a prática da meditação foi realizada por 90 pacientes ao longo de 21 dias, revelando ao término da pesquisa, uma redução significativa nos níveis de pressão ocular e estresse. 

 

"Entrar num estado diferenciado de consciência não é algo extraordinário. Respirando a gente entra nesse espaço-tempo. Quando a gente observa o nosso ato de respirar, deixando o corpo espontaneamente respirar e atento ao corpo, você consegue chegar. Você pode modificar a sua respiração pra aquietar a sua mente e chegar nesse local, onde você fica num estado de neutralidade e paz", explica o Professor Paulo Sá, criador da meditação dos reinos e especialista em Mindfulness. 

 

O tratamento do Glaucoma é realizado com colírios hipotensores e pode ser necessário o uso de laser, cirurgias, além dos implantes de nanotecnologia. Vale destacar, que a prática de meditação, deve ser uma aliada e não uma substituta dos tratamentos. 

 

"Alertamos ainda que as consultas anuais são muito importantes para que haja um acompanhamento. Assim conseguimos realizar os exames como o campo visual, OCT e retinografia, para verificar a eficácia do tratamento, além de saber como está a redução dos níveis de pressão", finaliza a Drª Ana Luísa. 

 

O especialista em meditação, diz ainda que meditar pode ser feito de forma dinâmica, ao longo das atividades do dia-a-dia. "Eu posso prestar atenção na respiração e observá-la ao lavar louças, arrumar cama ou fazer algo em casa. Ainda que de olhos abertos, eu fico presente naquele ambiente de forma mais calma e tranquila. Já parado, eu vou pra esse espaço de tranquilidade, mais fácil do que a gente imagina. É uma prática que percebemos ao longo do seu exercício. Recomendamos que seja feita por pelo menos 20 minutos no início, para ir se sentindo", diz o professor.

 

Meditação mindfullness pode reduzir a pressão ocular que é uma das causas da doença


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis