Terminal vai funcionar das 5h às 22h30. Mais de 20 linhas já passaram pela cidade neste sábado (22), primeiro dia de flexibilização no transporte vindo de fora do município.

 

A prefeitura de Petrópolis informou nesta quinta-feira (20) que vai iniciar a primeira fase da flexibilização dos ônibus intermunicipais e interestaduais a partir do sábado (22). De acordo com a prefeitura, o retorno do serviço será regulamentado pela Nota Técnica nº 35/2020, que servirá para um decreto municipal que balizará todo processo. Nessa primeira fase, o Terminal Rodoviário Leonel Brizola, localizado no Bingen, vai funcionar das 5h às 22h30.

 

Entre as medidas e ações protetivas presentes na nota técnica, está a aferição de temperatura no embarque e desembarque de passageiros provenientes de outros municípios e estados. Ainda de acordo com o documento, as últimas viagens do dia, obrigatoriamente, serão de saída de Petrópolis com destino para os municípios de fora. As empresas ficarão responsáveis por elaborar essa logística.

 

A prefeitura informou também que a Secretaria de Saúde terá uma sala na rodoviária com um profissional capacitado para atender o passageiro - apenas para morador de Petrópolis - que apresente sintoma de febre. Nestes casos, sendo o passageiro de outra cidade, o mesmo será orientado a retornar para o município de origem.

 

As viagens, com caráter obrigatório também, serão feitas de rodoviária a rodoviária, não podendo realizar paradas ao longo do percurso. Os ônibus também deverão trafegar com apenas 50% de capacidade de lotação e deverão ser higienizados constantemente ao longo do dia. Sobre as linhas que circulam pela Serra Velha, a parada será feita no ponto do controle sanitário, que realizará a aferição de temperatura. Caso haja alguma pessoa com sintoma, a mesma terá que retornar para o município de origem.

 

O governo municipal destacou, ainda, que todo esse processo será revogado caso a ocupação de leitos atinja o patamar de 70 e que a medida não tem correlação com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O município também ressalta que a decisão proferida pelo STF se baseia em decreto revogado anteriormente pela própria prefeitura e que o município já realizava diversas reuniões, antes mesmo da decisão, para promover o planejamento da flexibilização do setor.

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis