Foto: Divulgação PMP

 

Equipes da prefeitura de Petrópolis trabalham desde as primeiras horas do dia no atendimento das ocorrências ocasionadas pelas fortes chuvas de sábado (02/01) e madrugada de domingo (03). Participam da força tarefa as secretarias de Defesa Civil, Obras, Assistência Social, Comdep e CPTrans. Até o momento, foram liberadas as ruas 24 de Maio, no Centro, Pedro Ivo, no Morin, Pedro Nava, no Itamarati, e Minas Gerais, no Quitandinha, que foram atingidas por deslizamentos de terra.


No Quarteirão Ingelhein, a barreira ainda não foi retirada por conta da instabilidade do terreno. Técnicos da Defesa Civil estudam qual o melhor tipo de intervenção para o local. Até o momento, duas residências foram interditadas no Atilio Marotti, uma na 24 de Maio, uma na Lopes Trovão, e as duas na Rua Bolívia em Nogueira.

 

"As fortes chuvas eram uma preocupação de todos os vereadores. Tanto é que o primeiro nome anunciado para o secretariado foi o da Defesa Civil, que está com toda equipe de prontidão para atender as ocorrências. Além da Defesa Civil, colocamos toda a estrutura disponível da prefeitura para atender os chamados", disse o prefeito interino Hingo Hammes.

 

O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, tenente-coronel Gil Kempers, frisou a importância de a população permanecer em alerta, já que Petrópolis registrou nas últimas 24 horas o maior volume de chuva do Estado do Rio, com acumulado de 200 milímetros. “É preciso estar atento a qualquer sinal de instabilidade, independente da região. Isso porque temos os alertas de risco de deslizamento generalizado, mas há também casos pontuais, que podem ocorrer em qualquer área e geralmente têm relação com condições de engenharia da edificação”, frisou.

 

A Defesa Civil reforça que é necessário que a população fique em alerta para possíveis sinais em seus terrenos de instabilidade no solo. Como por exemplo, muros que cederam ou rachaduras nas casas que não tinham no dia anterior. Caso suas residências sejam em localidades de risco, os moradores devem ficar atentos e em caso de emergência se deslocar para locais seguros.

 

Em caso de emergência, o telefone da Defesa Civil é o 199 e 193 para acionar o Corpo de Bombeiros.

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis