Janeiro Branco

Psicóloga do HST convida à reflexão sobre a campanha

 

As campanhas que fazem uma associação de cores aos meses têm engajado pessoas em temas relacionados à saúde e que merecem atenção. O Outubro Rosa, por exemplo, conscientiza sobre o combate ao câncer de mama, o Setembro Verde, por sua vez, destaca a importância da doação de órgãos, enquanto o Junho Vermelho incentiva a doação de sangue. Nesse sentido, há o Janeiro Branco, mês dedicado aos cuidados com a saúde mental, tema que ganhou ainda mais força por conta dos efeitos da pandemia do novo coronavírus.


Todo começo de um novo ano, é comum que as pessoas estabeleçam metas e objetivos e queiram melhorar sua qualidade de vida. Por isso, o mês de janeiro foi o escolhido para a campanha Janeiro Branco, que destaca a importância do cuidado com a saúde mental. O debate sobre o tema torna-se cada vez mais essencial, como mostram os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS): cerca de 12 milhões de brasileiros sofrem de depressão, uma doença mental que pode atingir de 20% a 25% das pessoas no Brasil. O número é equivalente a 5,8% da população.


A pandemia que o mundo enfrentou em 2020, e que ainda vem enfrentando, amplificou os efeitos que afetam a saúde mental da população, por conta do isolamento social, do medo do contágio, da perda de entes queridos, dentre outros fatores relacionados. Isso deixa cada vez mais claro que o Janeiro Branco desempenha um papel fundamental ao colocar o assunto em evidência. Depressão, ansiedade e outros transtornos emocionais devem ser discutidos mais abertamente para que possam ser prevenidos e devidamente tratados.


Segundo a Dra. Jociane Gatto, psicóloga do Hospital Santa Teresa (Petrópolis), “é interessante destacar o potencial da iniciativa desta campanha para que as pessoas passem a entender a importância do assunto e discuti-lo em casa e no ambiente de trabalho. A saúde mental interfere diretamente na capacidade do sujeito de amar, trabalhar, viver. Quando a pessoa está adoecida emocionalmente, tudo parece dar errado, falta motivação. Por isso, campanhas como o Janeiro Branco servem para evidenciar questões que a sociedade como um todo pode estar deixando de lado e que devem ser tratadas de forma contínua e com seriedade”.


A procura por ajuda profissional para tratar questões da saúde mental é muito particular, já que cada pessoa vive e interpreta experiências de modo particular. Porém, o principal sinal de alerta é quando percebemos que, por algum motivo, não estamos nos sentindo bem. Muitas vezes, com a correria do dia a dia, somos consumidos por estresse, tristeza, dificuldade nas relações e desânimo, o que interfere diretamente na nossa saúde mental, uma ajuda profissional pode ajudar a nos sentir melhor e a lidar com essas emoções.


“Aqui no HST nós nos preocupamos com a saúde mental dos nossos colaboradores, oferecendo apoio psicológico através de rodas de conversa, principalmente neste momento devastador que estamos vivendo. O desenvolvimento de medidas sistemáticas nas instituições é primordial para o bem estar das pessoas e a campanha Janeiro Branco é um alerta para a população de um modo geral. Quanto mais pessoas tiverem conhecimento, maior será o debate e a desconstrução de pensamentos errados sobre cuidados com a saúde mental, e melhor será a qualidade de vida de todos", finaliza a psicóloga.


(Edição: 25/01/2021)

 

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem