Redação Petrópolis em Cena


A Cidade Imperial é um lugar encantador e cheio de belezas culturais, artísticas e naturais que podem ser apreciadas tanto durante o dia quanto ao entardecer, com a linda imagem de tirar o fôlego do pôr do sol. Os dias de verão fazem um convite especial para quem deseja aproveitar todos os momentos com a família, com o bichinho de estimação e, por que não, até mesmo sozinho, não é verdade?

No entanto, ainda estamos em meio à pandemia e é necessário que as medidas sanitárias de prevenção sejam adotadas. Para que você possa aproveitar este fim de semana com segurança e tranquilidade, separamos uma lista apresentando oito opções de lugares incríveis para visitar/conhecer em Petrópolis. Confira a nossa lista, anote na sua agenda e se encante!


Foto: Marco Carvalho


Jardins do Museu Imperial

Não tem como não se encantar com as belezas dos jardins do Museu Imperial, não é mesmo? O complexo foi reaberto ao público no último dia09 de fevereiro.

É um agradável espaço para ler, tirar fotos, meditar e, é claro, aproveitar para tomar um delicioso café.

Para entrar no complexo, é preciso passar por uma barreira sanitária, onde há aferição de temperatura. Para o controle do público, são distribuídos ingressos de forma gratuita. Não é necessário agendar a visita. Os jardins ficam abertos das 8h às 17h.


Foto: Ascom Petrópolis


Parque Natural de Petrópolis

Reaberto no último dia 16, o parque é um lindo espaço de lazer e contemplação da natureza,  localizado em pleno Centro Histórico.

O espaço disponibiliza duas trilhas para caminhada de dificuldades baixa e moderada, com extensões de 800m e 830m, respectivamente. Além disso, oferece um amplo espaço de contemplação da natureza, com mesas e bancos disponíveis para refeições, meditação, leitura e outras atividades. Que tal programar um piquenique com a família?

O Parque Natural está localizado na Avenida Ipiranga, nº 853 e funciona diariamente das 8h30 às 17h30.  

 

Parque São Vicente / Foto: André Carvalho


Parque São Vicente

Situado no bairro Quitandinha, o espaço é muito utilizado pelos amantes de voo livre.

Cercado pelas belezas da Mata Atlântica, o parque oferece uma vista de tirar o fôlego, com um ângulo diferente para apreciar as belezas do Rio de Janeiro ao fundo. Além disso, a imagem do pôr do sol é realmente incrível, não há como não ouvir uma boa música e bater palmas apreciando o entardecer.

 

Santuário Vale do Amor / Foto: Divulgação


Vale do Amor

Localizado no bairro Fazenda Inglesa, o lugar está situado em um vale, rodeado pela Mata Atlântica e por muitas montanhas. O espaço apresenta beleza natural exuberante, ideal para quem busca contato com a natureza.

É um verdadeiro santuário ao ar livre, com diferentes oportunidades para se conectar ao divino, apresentando os mais diversos cenários decultos religiosos. Como o próprio perfil do local nas redes sociais relata “o Vale do Amor é a construção do ponto de encontro entre as diferenças e os diferentes. É a busca da utopia, espaço de convivência da unidade na diversidade”.

Estrada do Mata Cavalo, s/n - Fazenda Inglesa
WhatsApp: (24) 98801-0310
Visitações de segunda a domingo, das 8h às 17h.

 

La Grande Vallée  / Divulgação


La Grande Vallée 

(Casa de Antoine de Saint-Exupéry, autor do best-seller “O Pequeno Príncipe”) 

Você conhece esse lugar incrível? Com mensagens célebres do livro Pequeno Príncipe espalhadas por todos os espaços, o lugar exala história e muita emoção. José Augusto Wanderley transformou a casa, propriedade de sua família, que serviu de hospedagem para diversos pilotos franceses, em um lindo museu que homenageia Antoine de Saint-Exupéry, o mais célebre hóspede que passou por ali, autor do best-seller “O Pequeno Príncipe”.

Toda a história sobre Antoine de Saint-Exupéry no Brasil pode ser conferida no museu organizado por Wanderley. O charmoso espaço faz um convite especial aos visitantes para alçarem voo em uma viagem no tempo, com direito a ricos detalhes sobre a história do famoso escritor.

Estrada do Ribeirão Grande, 102 – Itaipava 
As visitas são realizadas nos finais de semana, às 11h.
Agendamentos através do telefone: (24) 2222-1388.

 

Pôr do sol no Morro do Castelinho / Foto de Gisele Oliveira


Trilha no Morro do Castelinho

Essa é uma excelente dica de passeio ao ar livre, em meio à natureza, que pode ser realizado com a família, inclusive com crianças.

A trilha do Castelinho é de fácil acesso e oferece paisagens lindíssimas. Do alto da montanha é possível admirar a Baía de Guanabara, além de curtir o pôr do sol, que é realmente incrível.


Vale da Lua / Foto: Bruna Bitencourt


Vale da Lua

O vale da Lua é um grande morro com eucaliptos e araucárias, com várias trilhas entrelaçadas, formando um emaranhado de circuitos. O local é muito frequentado por amantes de mountain bike e motocross.

O espaço é um lindo cenário para tirar belas fotos, fazer um piquenique e admirar a natureza. Uma boa opção para quem gosta de caminhar, pois oferece trilhas leves e com fácil acesso, além de ser um excelente ponto para assistir ao pôr do sol.

Endereço: Estrada de Teresópolis (BR 495), percorra cerca 3km e fique atento às placas “Vale da lua/Village”. Entre à esquerda, atravesse a ponte estreita. Você observará três possíveis caminhos, pegue o caminho do meio (Estrada do Gentio) e ande por mais 1km. A entrada da trilha fica à esquerda, onde há um portão. Entre pela lateral.


 Orquidário  Binot/ Foto: Divulgação


Orquidário Binot

O orquidário Binot é uma excelente dica de visitação para os amantes de botânica. Fundado em 1870, por Pedro Maria Binot, filho do francês Jean Baptista Binot, encarregado de projetar e executar os jardins do Palácio Imperial, o espaço, de renome internacional, possui inúmeras variedades de orquídeas e exporta para outros países, sendo seu principal mercado os Estados Unidos, Alemanha e Japão.

Visitação: Segunda a sábado das 7h às 17h.
Rua Fernandes Vieira, 390, Retiro.
Telefone:(24) 2248-5665



Lembre-se de aproveitar o fim de semana com segurança! Não deixe de usar a máscara de proteção, manter o distanciamento físico e dar atenção especial ao processo de higienização das mãos, lavando sempre com água e sabão, além de utilizar o álcool em gel.

(Edição: 26 de Fevereiro de 2021)

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem