Hoje o Dia Mundial da Saúde e Nutrição



Nesta quarta-feira (31) é celebrado o Dia Mundial da Saúde e Nutrição, data criada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), para chamar a atenção sobre os hábitos alimentares e a importância do consumo saudável. No contexto de pacientes com câncer, a figura do nutricionista tem papel de extrema relevância, sendo o profissional que pode ajudar muito para que a pessoa em tratamento tenha melhor qualidade de vida.


As nutricionistas Ângela Baptista e Aline Wiskutzki, que atuam na Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos, explicam sobre a importância do direcionamento na dieta, para um melhor resultado nos tratamentos.


“A alimentação correta é de suma importância no tratamento oncológico e tem fundamental relevância na resposta do paciente durante a quimio e radioterapia. Diante da forma que o corpo reage a esses tratamentos, é desenvolvida a dieta, que acaba sendo muito individual. É bastante comum que se desenvolvam respostas mais agressivas como náuseas, vômitos e diarreias, o que exige orientações nutricionais mais específicas”, detalha Ângela.


No contexto da APPO, a equipe multidisciplinar também tem papel fundamental em alguns casos específicos, como o câncer de cabeça e pescoço, que compromete a ingestão de alguns alimentos e bebidas. “Esse paciente acompanhado por psicóloga, fonoaudióloga, assistente social, com os direcionamentos específicos e cuidados adequados, acaba tendo melhores resultados no tratamento e na dieta que é passada”, explica Aline.


As nutricionistas orientam que a alimentação de pessoas com câncer deve ser saudável, porém em alguns casos, itens que costumam ser consumidos tradicionalmente, podem causar náuseas e diarreias, como no caso da carne vermelha, leite e frutas ácidas, que aumentam a chance de mucosite, que são feridas na boca.  O direcionamento nutricional antes de iniciar o tratamento ajuda o paciente a diminuir esses efeitos colaterais.


“Às vezes a alimentação fica muito prejudicada com a quimio e radioterapia. Durante o tratamento, algumas substâncias causam efeitos colaterais como náuseas, vômitos, diarreias, e mucosites, afetando a qualidade de vida desse paciente que não consegue se alimentar. Precisamos nesse período até usar outros meios para repor as energias, micronutrientes e alcançar melhor resposta ao tratamento. Nessa fase são inseridos os suplementos nutricionais para equilibrar o peso e oferecer aquilo que a alimentação tradicional não vai entregar naquele momento, já que a perda e o desgaste calórico são muito altos”, sinaliza Ângela.


Por fim, as especialistas alertam que uma alimentação saudável é sempre uma boa aliada na prevenção de doenças, inclusive o câncer. “O controle do peso, a ingestão de fibras, assim como o uso de legumes, frutas e verduras, são bem importantes para a prevenção. O aparecimento do câncer está ligado a fatores como fumo, exposição ao sol, alimentos radioativos, genética e em muitos casos, associada a bebida alcoólica. A atividade física aliada a alimentação saudável sempre é uma boa prevenção”, pontua Aline.

 


Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem