Palácio de Cristal / Foto: PMP

Em vistoria no Palácio de Cristal na tarde desta quinta-feira (18/03), o prefeito interino Hingo Hammes anunciou que as obras serão retomadas no dia 29. A Engeprat – que assumiu os trabalhos com a desistência da empresa vencedora da licitação – dará continuidade nas intervenções no banheiro e na portaria, além de ter confirmado a contratação de um arqueólogo. Esse profissional será o responsável por criar o projeto de Monitoramento e Resgate Arqueológico, que passará pela aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

 

“Anunciamos hoje o retorno das intervenções. Essa é uma obra muito aguardada pelos petropolitanos e também pelos visitantes. Desde o início do ano estamos lutando para essa retomada, já que o Palácio de Cristal é um dos grandes equipamentos turísticos existentes no nosso município”, explicou Hammes, que esteve acompanhado dos vereadores Domingos Galante (PSC), Yuri Moura (PSOL), Marcelo Chitão (PL), Maurinho Branco (DEM) e Marcelo Lessa (PSD) e Mauro Peralta (PRTB).

 

Segundo Frederico Araújo, coordenador da diretoria técnica do Iphan na Região Serrana, a contratação do arqueólogo é um passo fundamental para que a obra do Palácio de Cristal seja concluída. Ele também participou da vistoria. “A retomada das intervenções, em paralelo a contratação do arqueólogo, demonstra o interesse da prefeitura em dar continuidade e celeridade nas obras. A entrega do projeto de Monitoramento e Resgate Arqueológico desamarra muita coisa”, disse Frederico.

 

Também presente na vistoria, o secretário de Obras, Maurício Veiga, explicou que ainda não há prazo para o término dos trabalhos. "Isso depende de diversos fatores, como a questão climática, da aprovação do projeto de Monitoramento e Resgate Arqueológico no IPHAN, entre outros. Mas a retomada e a contratação do arqueólogo são avanços muito importantes neste momento", destacou. 

  

Instalado na antiga Praça da Confluência, chamada pelos colonos alemães de Praça Koblenz, esse patrimônio de Petrópolis, cuja estrutura pré-moldada veio da França, inspirado no Palácio de Cristal de Londres. Foi encomendado pelo Conde d’Eu, marido da Princesa Isabel, para receber exposições de flores, hortícolas e de pássaros. O local não passa por uma grande reforma há mais de 20 anos.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis