Na última sexta-feira (26), o Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto e a Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP) realizaram, virtualmente, a segunda solenidade de formatura dos Programas de Residência nas áreas Médica, Multiprofissional em Atenção Básica e Profissional da Saúde.

 

Em meio a este difícil cenário de enfrentamento à pandemia de COVID-19, a instituição entrega novos especialistas que ingressam no mercado de trabalho, para ampliar os serviços e os atendimentos oferecidos na rede pública de saúde, através do SUS. No total, foram formados 20 especialistas na área Médica, nas seguintes especialidades: Anestesiologia (4), Clínica Médica (6), Pré-Requisito em Área Cirúrgica Básica (2), Endoscopia (1), Obstetrícia e Ginecologia (4), Radiologia e Diagnóstico por Imagem (3).

 

"A formação de médicos residentes é de extrema importância para garantir a qualidade de atendimento à sociedade. Quando esse processo se dá dentro do ambiente do SUS, traz o residente para a realidade da população e o qualifica para o melhor atendimento. Podemos dizer que no atual momento, dentro de uma pandemia de proporções inéditas, a capacitação do residente se torna ainda mais importante, permitindo que todos se beneficiem de um atendimento de qualidade", explica o médico e professor Miguel Koury Filho, coordenador da Comissão de Residência Médica do HEAC/FMP.

 

Reconhecida como uma das cidades mais seguras e convidativas para se viver na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, Petrópolis atrai profissionais de outros estados não apenas para cursar a graduação em Medicina, mas também para os Programas de Residência, conhecidos nacionalmente pela excelência na formação e na oferta de amplos espaços próprios de atuação para o processo de ensino-aprendizagem.

 

"Durante a pandemia, o número de exames foi reduzido drasticamente e novos cenários foram necessários para compormos a carga horária. Apesar de toda mudança do habitual, tenho segurança no conhecimento adquirido para atuar na área. Tínhamos acesso a diversos procedimentos e fomos capazes de atender pacientes com múltiplas necessidades e possibilidades de tratamentos, possibilitando o desenvolvimento de habilidades médicas e da capacitação do sistema SUS. O HEAC tem papel fundamental como referência em Endoscopia e Colonoscopia frente à população de Petrópolis e região", destaca Rafael Mendonça Marcucci, especialista formando em endoscopia pela UNIFASE/FMP.

 

A UNIFASE/FMP também formou profissionais especialistas nas áreas Multiprofissional em Atenção Básica e Profissional da Saúde. A turma desses dois Programas de Residência é composta por profissionais das áreas de enfermagem, nutrição e psicologia que concluíram a formação nas especialidades de Atenção Básica, Enfermagem em Terapia Intensiva e Enfermagem Obstétrica.

 

"Capacitar e entregar profissionais sensíveis às demandas do Sistema Único de Saúde, em seus diferentes níveis de atenção, especialmente durante a pandemia de COVID-19 é muito emocionante. Ao olhar para toda a trajetória de integração ensino-serviço, mobilização, parceria, construções e reconstruções, temos a certeza de que contaremos com profissionais muito mais fortalecidos, prontos para a atuação e fortalecimento do nosso Sistema Único de Saúde", destaca Thaise Gasser Gouvêa, coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional e em Área Profissional da Saúde.

 

Os cuidados em saúde são estabelecidos por uma equipe multidisciplinar, que elabora uma série de prescrições, pensando em todos os cenários do quadro clínico dos pacientes. Assim, os profissionais de várias áreas conseguem atuar em conjunto, em prol da recuperação física e mental de cada enfermo atendido na unidade. 

 

"A residência foi capaz de me ensinar como é a realidade dos serviços de saúde no SUS e como atuar de forma humanizada no cuidado com os pacientes. Além disso, me capacitou para atuar em cenários com diversidades socioeconômicas e culturais. Tive a oportunidade de contar com o auxílio de coordenadores, tutores, preceptores e equipes de saúde incríveis que, de forma generosa, me guiaram ao longo dessa trajetória", explica a formanda Thaís Michele de Medeiros Riguete, nutricionista especialista em Atenção Básica.  

 

Mesmo diante do cenário de pandemia, os residentes atuaram na linha de frente no combate ao Coronavírus, sempre zelando pelos pacientes nas unidades de atendimento da cidade. Com a formatura, a sensação é de dever cumprido.

 

"A residência foi um divisor de águas para mim, tanto na vida profissional quanto na pessoal. Desenvolvi competências que me prepararam para os desafios inerentes ao mercado de trabalho, cresci muito como pessoa, adquiri autoconhecimento e me superei, principalmente, por ter deixado minha cidade natal para participar do programa. Foi desafiador, ainda mais em um contexto de pandemia, com instabilidade emocional, mas valeu a pena ter enfrentado tudo. Pretendo aplicar meu conhecimento para garantir assistência ao usuário do SUS e enfrentar outros desafios de formação", afirma Fernanda Motoso Siqueira, formanda na residência de Enfermagem em Terapia Intensiva.


Mais sobre a UNIFASE  acesse aqui!

 

(Edição: 05/03/2021)

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem