Em meio à crise do coronavírus, causa de ansiedade para boa parte da população, comemora-se em 21 de maio, o Dia Mundial da Meditação. O professor Paulo Klingelhoefer de Sá, coordenador do curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Petrópolis e criador da Meditação dos Reinos, treinado em Mindfulness, destaca os benefícios desta prática durante o período de pandemia para ter saúde mental e física.

 

“A meditação é uma técnica e não precisa ter qualquer tipo de vínculo religioso ou crença. Nesse tempo de pandemia, podemos fazer essa meditação modificando a respiração para reduzir o estado de ansiedade e agitação interna”, explica.

 


Aprenda a interferir na sua respiração:

“Inspire profunda e lentamente, segure a respiração por três segundos e em seguida deixe o ar sair bem lentamente até o final, chamo isso de ciclo respiratório. Repita esse ciclo respiratório no seu ritmo por 21 vezes. Após os 21 ciclos, respire normalmente por sete vezes e depois, se tiver tempo disponível, apenas fique na meditação respirando normalmente e aproveitando o estado de paz que te invade, pelo tempo que quiser”, explica o professor Paulo Klingelhoefer de Sá.



Confira alguns dos diversos benefícios da meditação:

•Redução de estresse;

•Diminuição de sintomas depressivos;

•Controle da ansiedade;

•Potencialização do autoconhecimento e da autoestima,

•Desenvolvimento do foco nas atividades;

•Redução da perda da memória;

•Ampliação das emoções positivas;

•Redução de vícios;

•Melhora do sono;



Assista ao vídeo:


Professor Paulo Klingelhoefer de Sá

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem