Mariana Ferrão foi uma das palestrantes no aniversário do Instituto Visha Vidya



Local é o único no Brasil a trabalhar com a tecnologia

Modelo proporciona uma melhor aprendizagem dos alunos

 

Por Petrópolis em Cena

O Instituto VishvaVidya de ensino de Vedanta, sânscrito e Tradição Védica transmitiuas primeiras aulas com a tecnologia Full Interactive Learning Dome durante a “Semana dos Brahmanes”, evento em comemoração aos 7 anos do instituto e que contou com a presença de grandes Mestres da Tradição Védica do país e do mundo.A tecnologia, pioneira no Brasil, traz um conceito inovador de aulas online que visa proporcionar experiências mais dinâmicas e otimizar o aprendizado dos alunos. Ela só existe em outros dois lugares nos Estados Unidos, um deles, na Disney.

 

Com a inovação tecnológica, o Instituto dá um salto na qualidade do ensino, trazendo o que há de mais próximo da realidade de uma sala de aula, com interação e experiência única. “O investimento é alto, mas apostamos nessa ferramenta porque temos o compromisso com o aprendizado dos nossos alunos. O senso de realidade, o cuidado e o detalhismo despertam o interesse da mente para aprender melhor e manter a atenção por mais tempo”, contou o professor tradicional de Vedanta Jonas Masetti, fundador do Instituto e um dos embaixadores da Tradição Védica na América do Sul.

 

Nos modelos de aulas online atuais a troca entre as pessoas é praticamente inexistente, tornando frio o aprendizado. “Com o novo método é possível quebrar a barreira cognitiva de estar no local de onde é transmitida a aula. O Domo, como chamamos o equipamento por causa de seu formato em “u”, traz a interatividade que não vemos nos métodos tradicionais de classes online. É como se todos estivessem em uma sala de aula presencial, o que mantém o estímulo de estudo entre os alunos, a concentração, o foco nas aulas por mais tempo, e como consequência melhor retenção do conteúdo e melhor aprendizagem”, completou o professor Jonas.

 

Professor Jonas Masetti


As transmissões do Domo durante a última semana foram realizadas com apenas 20% da capacidade total de equipamentos e estrutura e já surpreendeu alunos e professores que participaram das vivências. “Foi uma experiência muito enriquecedora. Nunca tinha visto nada semelhante. Sai daquele modelo em que a sensação é que o professor fala pra câmera e a câmera replica para o aluno. Eu me senti realmente em uma sala de aula, ou seja, mais conectado e mais presente. Sem dúvidas o Domo veio para potencializar o meu aprendizado”, contou Gabriel Kestenberg, aluno do instituto e analista Judiciário.

 

A professora Glória Arieira, precursora de Vedanta no Brasil desde o final da década de 1970, esteve em Petrópolis encerrando a programação da Semana dos Brahmanes. Ela se disse encantada com a tecnologia e a possibilidade de ter toda essa interatividade com os alunos. “Ver todos os alunos ao mesmo tempo como se eles estivessem aqui é fantástico. O melhor foi a sensação de inclusão dos alunos. Estou com pessoas até aqui nas minhas costas. Imaginei que teriam alunos até no teto”, brincou a professora.

 

“Com o Domo fomos capazes de sentir a empatia entre os participantes durante esses dias de palestras. Vimos o sentimento de emoção e gratidão nos rostos das pessoas ao final da Semana dos Brahmanes. Outro ponto incrível é que com o Domo podemos ir a qualquer lugar do mundo e trazer essa experiência real para os alunos”, relatou o professor Jonas.

 

A Instrutora de Yoga, Daisy Martins, assistiu às aulas transmitidas pelo Domo presencialmente.“Em tempos de pandemia tivemos que nos reinventar. Eu mesma tive que me adaptar para dar aulas. E agora o Instituto inova mais uma vez. Foi uma integração incrível com o Domo. A gente via nas telas as pessoas emocionadas. Percebíamos isso na hora dos aplausos. Foram muitos momentos de emoção. Nós, ali presencialmente e todas as pessoas na tela. Essa forma arredondada faz um acolhimento também”, lembrou.

 

“É uma tecnologia de ponta. Me surpreendeu essa experiência tão grandiosa. Esse modelo faz com que a gente esteja próximo dos alunos. A sensação é a de estarmos juntos, mesmo estando cada um em sua casa. É um diferencial, ainda mais em tempos de pandemia em que não podemos ficar juntos. Sem falar no fato que podemos atingir pessoas de todo o mundo”, disse o terapeuta e Mestre de Kung Fu, Ricardo Viana, que proferiu palestra no aniversário do instituto.

 

O sistema Full Interactive Learning Dome é composto de 4 câmeras e 32 monitores dispostos em formato de “u” com o objetivo de que centenas de alunos possam se ver e ver o professor simultaneamente. Da mesma forma, o professor poderá visualizar todos os alunos ao mesmo tempo como se eles estivessem sentados assistindo à uma aula presencialmente.

 

Sistema Full Interactive Learning Dome


O Instituto VishvaVidya é pioneiro no ensino à distância, muito antes da pandemia, já tendo alcançado a marca de mais 100 mil pessoas estudando Vedanta no Brasil, sem contar os milhares de alunos ao redor do mundo. Também há um vasto material gratuito nas redes sociais. Durante três anos, o professor Jonas Masetti gravou diariamente podcasts sobre os mais variados temas da tradição védica, alcançando mais de 150 mil pessoas todos os dias com seus áudios. As gravações estão disponíveis pelo canal “VedantaCast” no Spotify e Itunes. Sem falar nas centenas de vídeos publicados no canal do YouTube Jonas Masetti, que já soma mais de 122 mil inscritos.


Assista ao vídeo:




  


Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem