Seis pessoas estão internadas com covid-19, o menor número desde março de 2020

 

Cidade tem mais de 68% da população com mais de 12 anos já com as duas doses ou a dose única da vacina contra covid-19

 

Com um total de seis internações por covid-19 em unidades públicas e privadas da cidade, Petrópolis registra nesta sexta-feira (05/11) o menor número de pacientes internados pela doença desde as primeiras semanas da pandemia, em março do ano passado. Em 18 de março de 2020 - cinco dias após as primeiras medidas decretadas pelo governo em função da pandemia – a cidade tinha quatro pacientes internados. Dias depois, em 27 de março, a Secretaria de Saúde já registrava 15 pacientes internados por covid-19. Nesta sexta – considerando internações de todos os hospitais públicos e privados da cidade - Petrópolis tem seis pacientes internados, sendo um em leito clínico e cinco e leitos de UTI.

 

“São dados que nos reforçam a nossa esperança na superação da pandemia e  confirmam que estamos no caminho certo, que todo esforço das equipes da Secretaria de Saúde para vacinar a população de forma organizada e responsável está dando bons resultados. Agradecemos participação dos petropolitanos, que entenderam a importância da vacina. Estamos cada vez mais perto de vencer a pandemia", destaca o prefeito Hingo Hammes, lembrando que, hoje, a cidade tem mais de 68% da população com mais de 12 anos com o ciclo de imunização completo - com as duas doses ou a dose única da vacina contra a covid-19.

 

No mês passado o município registrou o menor número de mortes desde abril de 2020. “Ao passo que avançamos com a vacinação, estamos vendo, dia a dia, os casos graves diminuindo nas portas de entrada e a redução das internações e mortes pela doença. É um momento que nos traz esperança, pois aponta que estamos cada vez mais perto de controlar a pandemia. Estamos vendo números semelhantes aos das primeiras semanas da pandemia e isso é o resultado da vacinação, que está reduzindo a circulação do vírus na cidade” destaca o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho, lembrando a importância da vacinação.

 

“Quem por algum motivo ainda não se vacinou, deve se vacinar e aquelas pessoas que ainda não retornaram para receber a segunda dose, devem retornar”, orienta Aloisio Barbosa.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem