Com permanência do tempo chuvoso a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias atua em Estágio Operacional de Atenção, com 12 agentes distribuídos em seis equipes. Até o momento foram registradas 23 ocorrências, sem vítimas. As equipes da Defesa Civil atuam com o suporte de profissionais da Secretaria de Assistência Social em quatro deslizamentos perto de residências no Caxambu, Valparaíso e Quitandinha. Profissionais da Comdep também reforçam no apoio para a limpeza das vias, assim com o a Guarda Municipal para a organização do tráfego.

 

No início da tarde, trechos da Rua Coronel Veiga precisaram ser interditados por conta de alagamentos na via. “Estamos com nossas equipes reforçadas para o atendimento às ocorrências. Todo o efetivo será mantido, mesmo com a redução da intensidade da chuva. Pedimos a população que permaneça atenta e acione o 199 a qualquer sinal de risco próximo de suas residência”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers.

 

As equipes fizeram atendimentos em casos de afundamento de via, no Valparaíso; avaliação de risco geológico, no Floresta e no Bingen; deslizamentos no Duarte da Silveira, Floresta, Caxambu, Estrada da Saudade, Valparaíso, Castelânea, Corrêas, Fazenda Inglesa e Araras; quedas de árvores na Duarte da Silveira e Mosela; alagamento no Quitandinha; infiltração no Quissamã; e avaliação de muro em Itaipava.

 

Até o momento, o maior volume de chuva foi registrado no primeiro distrito com 91,6 milímetros nas últimas 24 horas. Agora, na parte da tarde, os núcleos de chuva mais intensos se afastaram do município. A tendência para as próximas horas é de redução da intensidade da chuva, que se manteve moderada de forma constante nesta segunda-feira. Para as próximas horas, permanecem as condições para ocorrência de chuva fraca a moderada de forma isolada.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem