Unidade de conservação é uma das três sob gestão do município

 

O Parque Natural MunicipalPadre Quinha, na Avenida Ipiranga, recebeu 4.500 visitantes desde março. O local é uma das três unidades de conservação (UC) administradas pela Prefeitura de Petrópolis, através da Secretaria de Meio Ambiente, e estava fechado devido a pandemia. Além disso, a UC está com edital aberto para a composição de um conselho consultivo, onde a sociedade civil poderá auxiliar na gestão da reserva ambiental.

 

“Temos percebido que o Parque também se tornou um atrativo turístico, com a procura de visitantes de diversos lugares. No entanto, é importante lembrar que os frequentadores do espaço precisam cumprir as regras de uso do espaço, já que é uma unidade de conservação”, disse o secretário de Meio Ambiente, Edmardo Campbell.

 

A inauguração ocorreu em 2007, mas a preocupação com o avanço imobiliário vem da década de 1980. Na ocasião, sociedade civil e governo, liderados pela família de Raphael Born, procuravam formas de preservar o “pano de fundo” verde e natural da Catedral São Pedro de Alcântara. Desde então, se tornou um ambiente de contemplação da natureza. “Lá no parque, é possível ter uma ideia de como era a Mata Atlântica antes da colonização”, explica o historiador e educador ambiental Anderson Maverick.

 

O Parque Natural MunicipalPadre Quinha funciona de terça-feira a domingo, das 8h30 às 17h30. Na recepção, os visitantes devem observar as regras de funcionamento da unidade de conservação, como em relação ao lixo e acesso de pets, por exemplo.

 

 

Outras unidades
 

Além do Parque, a Prefeitura também administra outras duas unidades de conservação: a Floresta Municipal do Quarteirão Italiano e o Monumento Natural (Mona) da Pedra do Elefante, no Taquaril. O último foi inaugurado em 2009 e conta com uma trilha de acesso para uma montanha com o formato que lembra um elefante.

 

Uma equipe visitou o Mona na quinta-feira (25) para entender as demandas locais. “É uma área que, nas épocas de seca, costuma sofrer com queimadas. Para essa UC, também estamos com as inscrições para os conselhos consultivos. Um dos objetivos dos conselhos é discutir políticas públicas e estratégias de conservação entre a sociedade civil e o governo”, afirmou a técnica em análise e recuperação ambiental, Julia Horta.

 

A unidade mais recente é a Floresta do Quarteirão Italiano, no Independência. O espaço foi criado em outubro de 2020. A ideia é que seja um espaço de discussão de temas ambientais. “Com o conselho consultivo, estamos chamando a população para, juntos, escrevermos a história da floresta”, disse o secretário Edmardo Campbell.

 

 

Inscrição para os Conselhos

 

As inscrições para a composição dos conselhos consultivos das unidades de conservação estarão abertas até segunda-feira (29). As vagas são para setores da sociedade civil, governo e Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema). Para conferir os editais e obter maiores informações, os interessados podem acessar o site da Secretaria de Meio Ambiente. 

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem