Iniciativa funciona em dois núcleos e busca apoio para expandir atividades

 

De onde vem os itens que compõem a sua refeição? Orgânicos, colhidos da horta, comprados na feira ou cultivados pertinho de casa, os alimentos que trazem mais cor à nossa mesa são fontes ricas de vitaminas, sais minerais e proteínas. E com objetivo de trazer conhecimentos sobre o plantio caseiro, alimentação saudável e boas práticas, o projeto “Semeamando”, retoma as suas atividades em Petrópolis, depois do projeto piloto criado em 2013 e implantado no Caetitu, localidade de Corrêas.

 

A iniciativa da Engenheira Agrônoma Carolina Rodrigues, tem como principal proposta oferecer a crianças, idosos e público em geral, a possibilidade de aprender, entender e aplicar conhecimentos sobre a criação de hortas e pomares orgânicos que possam agregar benefícios para comunidades locais.

 

“A nossa ideia é criar uma vivência entre as pessoas e o meio ambiente. Queremos para além de apenas plantar mudas e espécies que possam servir como alimentos para essas pessoas, também servir como um estímulo a responsabilidade e comprometimento com a natureza e a sustentabilidade do planeta. Por isso temos como público alvo escolas, creches, asilos, empresas e similares”, explica Carolina.


 




Atualmente o Semeamando tem dois núcleos ativos: um em parceria com o projeto “Petrópolis da Paz”, cujas atividades tiveram início na última semana e outro na Creche Escola CEI do Castelo São Manoel, em Corrêas.

 

Segundo a Coordenadora do Programa Petrópolis da Paz, que é realizado pela Prefeitura Municipal de Petrópolis, a iniciativa auxilia no processo de desenvolvimento de adolescentes atendidos pelo projeto, estimulando o desenvolvimento de potencialidades.

 

“Hoje, os adolescentes atendidos na vertente da Justiça Restaurativa puderam conhecer de perto uma possibilidade de ofício através do plantio, jardinagem e cuidado com a terra e a natureza. Uma atividade onde podem desenvolver seus talentos”, disse Elsie-Elen Carvalho, coordenadora do Programa Petrópolis da Paz.

 

O objetivo é através da articulação de pontes, a iniciativa consiga contemplar outros bairros do município e agregar a Região Serrana, de forma geral, explica a Supervisora Voluntária do Projeto Semeamando Gisele de Almeida.

 

“Precisamos conscientizar a sociedade sobre a importância que tem os alimentos frescos que têm grande valor nutricional e são extremamente benéficos para a saúde. Sem falar na quantidade de agrotóxicos que deixamos de ingerir, pois os orgânicos não usam defensivos químicos para a obtenção de vegetais em larga escala. Também é importante reforçar a importância que o contato com o meio ambiente e práticas sustentáveis têm para o dia a dia dessas pessoas”, detalha a Engenheira Agrônoma e responsável pelo projeto.

 

 O público em geral pode colaborar através da doação de mudas ou itens para a construção de hortas e pomares. Os interessados também podem entrar em contato pelo telefone (24) 99965-0423.

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem