Evento terá 30 horas de música ao vivo e outras atrações com transmissão on-line

 

A 23ª edição do festival multilinguagem Solstício do Som já tem data definida. O evento que marca a edição de verão e celebra a cultura local em suas diversas vertentes vai ocorrer entre os dias 19 e 21 de dezembro, no Centro de Cultura Raul de Leoni.

 

Serão 30 horas de música ao vivo, com apresentações de 11 grupos e a volta do tradicional palco livre (jam session) de encerramento. O evento também terá saraus de poesia, apresentações de dança e entrevistas literárias de lançamentos recentes.

 

A 23ª edição do Solstício do Som será transmitida on-line pelo canal do Solstício do Som (youtube.com/solsticiodosom).

 

João Verleun, idealizador do festival, ressalta a importância da realização do festival que incentiva e estimula a produção original.

 

“O Solstício é um evento que valoriza artistas que tem profunda ligação com Petrópolis e com a história do festival, que teve sua primeira edição em 2010”, diz.

 

João comemora ainda o fato de o evento que respira cultura ser realizado neste ano em um espaço que estava abandonado, sem manutenção e não vinha sendo utilizado exclusivamente para a cultura.

 

“Vemos que começa a haver uma preocupação em readequar o Centro de Cultura que, nos últimos anos, estava sendo utilizado com outras finalidades. Então, esta edição do Solstício do Som chega para colaborar com essa reocupação. Sendo assim, o festival, que tem como característica a ocupação inovadora, responsável e revitalizadora de espaços públicos, aceitou a missão de realizar o evento com apresentações originais e independentes”, afirma.

 

 

Galeria Michael Lennertz

 

Resgatada na edição de inverno, a Galeria Michael Lennertz, será montada no Espaço Alternativo do Centro de Cultura e segue homenageando a memória do fotógrafo Michael Lennertz, entusiasta do evento, que fotografou e colaborou com as primeiras edições.

 

A artista visual, arte educadora e fotógrafa, Isabela Bentes, que é a curadora da Galeria, conta que serão expostas obras de 20 artistas petropolitanos.

 

“A exposição valoriza a arte local e será um marco no retorno das exposições no Centro de Cultura. Os trabalhos expõem produções realizadas durante a pandemia ou que levantem temas que tiveram impactos nos processos criativos desses artistas durante esse momento sombrio”, conclui Isabela.

 

Veja a programação completa*

*sujeita a alterações

 

19 de dezembro:

16h - Cris de Lyra

18h - Flash

20h - André Doninski

22h - Loba & Nega Preto

 

20 de dezembro:

16h - Benedito

18h - Fella

20h - Jorge Amorim & Tribo

22h - Àiyé

 

21 de dezembro:

16h - Hot Sofa

18h - Kika Notini

20h - Dub Lyrio

21h - Palco Livre

--

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem