Município teve seis mortes confirmadas e tem quatro em análise no mês

 

Novembro é o mês com menor número de mortes registradas por covid-19 em Petrópolis desde o início da pandemia, em março do ano passado. Dados da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde mostram que, ao longo do mês, seis óbitos foram confirmados na cidade. No período mais crítico da pandemia, em abril, foram 299 mortes pela doença.  A Vigilância Epidemiológica investiga ainda quatro casos de pacientes que morreram com sintomas da doença no mês passado. Ao todo, o município tem seis óbitos em análise, um que ocorreu em outubro, quatro em novembro e um em dezembro.

 

A redução das mortes é resultado do avanço da vacinação na cidade, que supera 92,18% da população com pelo menos uma dose e 80,65% das pessoas maiores de 12 anos com duas doses ou vacina em dose única.

 

Com o aumento na taxa de imunização contra a covid-19, Petrópolis segue consolidando também a queda no número de internações pela doença. Após registrar em abril, 374 pessoas internadas simultaneamente em leitos clínicos e de UTI nas redes pública e privada, o município chegou a ter em novembro 24 horas com apenas dois pacientes internados em toda a rede de Saúde. Ao longo do mês, o município teve 10 dias sem nenhum paciente internado em leitos clínicos da rede pública e pela primeira vez desde o início da pandemia passou 24 horas sem nenhum paciente internado em leito de UTI na rede SUS. Na sexta-feira (3/12) a cidade tinha em toda a rede de saúde – hospitais públicos e privados -  três pacientes internados em UTIs e nenhum em leito clínico. 

 

“O número de internações que ocorrem nos casos mais graves se manteve baixo durante os 30 dias de novembro e segue no mesmo patamar nos primeiros dias deste mês, consolidando o que observamos nos meses anteriores, ou seja, à medida que aumentamos a taxa de cobertura da vacina, vemos os casos graves diminuírem e com isso as internações e os óbitos também caem”, pontua o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, lembrando que a Secretaria de Saúde segue realizando ações para alcançar pessoas ainda não vacinadas.

 

“Temos buscado todos os caminhos para democratizar o acesso à vacina; para permitir que todos os moradores da cidade recebam o imunizante. Além de mantermos 13 pontos de vacinação distribuídos nos cinco distritos, temos hoje equipes da rede de atenção básica fazendo a busca ativa em comunidades e áreas de difícil acesso – um trabalho para alcançamos pessoas em risco social, que encontram dificuldade para chegar ao local de vacinação. Além disso, inserimos a vacina contra a covid-19 nas ações de saúde realizadas nos terminais rodoviários. Estamos levando a vacina para todos”, explica o secretário Aloisio Barbosa Filho. 

  

Na sexta-feira (3) Petrópolis tinha 239.263 pessoas que receberam a primeira dose, 208.490 pessoas que receberam a segunda dose e 6 805 que receberam a vacina em dose única. No município 215.295 pessoas concluíram o esquema de vacinação com as duas doses ou dose única da vacina. A Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde aplicou também  a data 32.188 doses de reforço.

 

"É muito importante que as pessoas observem o seu cartão de vacina e compareçam para tomar a segunda dose e também a dose de reforço, que é aplicada cinco meses após a segunda dose. Os resultados que temos hoje são reflexo da vacinação. Agradeço as equipes da Secretaria de Saúde e aos petropolitanos, que estão fazendo a sua parte para que possamos superar esta pandemia", avalia o secretário Aloisio Barbosa Filho.





Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem