Pacientes recebem medicamentos e o medidor de glicemia para quem precisa

 

O Programa Hiperdia, da Prefeitura de Petrópolis, coordenado pela Secretaria de Saúde, acompanha 8.171 pessoas com a doença no município. Segundo dados do Atlas do Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF), o Brasil é o 5º país em incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos (20 a 79 anos). No dia 14 de novembro, foi celebrada a data mundial de combate do Diabetes.

 

O diagnóstico da doença é realizado pelo médico, na unidade de saúde da rede municipal mais próxima da residência do paciente. A Secretaria de Saúde fornece os medicamentos para diabetes e hipertensão, e o medidor de glicemia (para quem usa insulina) mediante o preenchimento da ficha de cadastro no Programa de Distribuição de Medicamentos do município. A medicação é padronizada pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Anvisa.

 

“O sedentarismo, hábitos que não são saudáveis e a má alimentação corroboram para que tenhamos essa doença, que a cada começa mais precocemente. É importante ressaltar que além da medicação e do acompanhamento médico, é necessário que os pacientes sigam as orientações sobre alimentação saudável e a prática de atividades físicas, que também são oferecidas pela Secretaria de Saúde por meio do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) e academias da Saúde”, destaca o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa Filho.

 

O Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira, no Centro da cidade, é um dos principais pontos de atendimento do Programa Hiperdia. A responsável pela Área Técnica das Doenças Crônicas e Agravos não Transmissíveis (DANT), Talita Monsores, ressalta que a unidade realiza o acompanhamento contínuo dos pacientes. “O Centro de Saúde possui o grupo Hiperdia, que realiza os atendimentos voltados aos pacientes hipertensos e diabéticos. As consultas acontecem diariamente de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas”.

 

No mês de novembro, a Prefeitura de Petrópolis promoveu a campanha Entendendo o Diabetes, com o objetivo de oferecer orientações sobre a doença ao público. No dia 11, o evento aconteceu no Ambulatório Escola, em Cascatinha. Já no dia 12, a ação ocorreu no Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira. Quem esteve nos locais pôde acompanhar palestras sobre a doença, receber orientações nutricionais relacionadas à diabetes e cuidados com o pé diabético, além da aferição de pressão arterial e glicose.


 

Entendendo o Diabetes

 

O diabetes é uma doença causada pelo aumento do açúcar (glicose) no sangue. Existem alguns tipos de diabetes. Os mais comuns são o diabetes tipo 1 (insulino dependente) e o diabetes tipo 2 (não insulino dependente). O tipo e o uso correto da insulina pelo paciente são extremamente importantes para o tratamento e para evitar complicações locais.

 

Quando não controlado, o diabetes pode levar a algumas complicações, como problemas nos nervos das pernas, nos olhos, nos rins, doenças do coração, vasos sanguíneos e problemas nos pés. Além disso, os pacientes com a doença precisam estar atentos aos tipos de insulinas e orientações corretas para o uso.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem