Foto: Divulgação


A Secretaria de Defesa Civil acionou seis sirenes das localidades do São Sebastião, Siméria, Vital Brazil, Independência (Rua O e Taquara) e Dr. Thouzet e emitiu novo boletim geológico que sinaliza risco muito alto para deslizamentos no primeiro distrito. Na região, foi registrado um acumulado de chuva de 227,4 milímetros nas últimas 24 horas. Com equipes reforçadas, a Defesa Civil segue em atendimento e já totaliza 127 casos. A maior parte é de deslizamentos, em quatro deles – Corrêas, Estrada da Saudade, Independência e Carangola – 11 casas foram atingidas. Desses casos, 37 pessoas ficaram desalojadas e estão em casa de vizinhos ou familiares, até que nova vistoria seja feita nas residências. Outras 5 pessoas tiveram a casa atingida no Amazonas e estão sendo acolhidas pela Assistência Social.  A Rua Coronel Veiga já foi liberada após ter acesso bloqueado por conta da inundação.

 

Das ocorrências registradas desde a última quinta-feira (6), 80 foram por deslizamentos. Até o  momento, em Corrêas, duas casas foram afetadas e 14 moradores foram retirados do local, assim como no Carangola, onde outras seis casas, com 12 moradores, foram interditadas. Na Estrada da Saudade, uma casa, onde moram três pessoas, foi atingida. No Independência, duas casas foram afetadas e 8 pessoas foram orientadas a saírem do local – todas elas estão em casa de familiares. Outros 5 moradores do Amazonas tiveram que deixar a residência e estão sendo acolhidos pelo rede do Governo Municipal.

 

“Estamos com diferentes setores do governo unindo todos os esforços para dar o suporte necessário aos atendimentos e garantir o atendimento ágil para todos os casos”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.  Os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) estão com profissionais atuando em apoio à Defesa Civil para garantir todo atendimento necessário às famílias afetadas. Os números de pessoas desalojadas podem sofrear alterações, tendo em vista que a Defesa Civil ainda está com os atendimentos em andamento.

 

Os demais deslizamentos registrados afetaram as localidades da Mosela, Coronel Veiga, Samambaia, Independência, Bairro Castrioto, Carangola, Roseiral, Retiro, Estrada da Saudade, Caxambu, Quissamã, Quarteirão Brasileiro, Posse, Cascatinha, Quitandinha, Valparaíso, Fazenda Inglesa, Bonsucesso, Floresta, Alto da Serra, Chácara Flora, Morin, Bingen, Alto da Serra, Centro, Mosela, Duarte da Silveira, Vila Militar, Siméria, Saldanha Marinho e Caxambu. As equipes também atuam em casos de quedas de árvores, avaliações estruturais e de risco geológico, infiltração e problemas em vias.

 

“Hoje foi um dia de chuva intensa e vamos continuar com nossas equipes reforçadas para o atendimento a possíveis ocorrências que possam surgir ao longo da noite”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers. Para esta noite (7) é prevista chuva moderada a forte, podendo perder a intensidade ao longo da madrugada de sábado(8). Para amanhã(8) e domingo(9), a previsão é de chuva fraca a moderada de forma contínua.

 

A chuva que atingiu a cidade ao longo de toda a sexta-feira(7) foi provocada pela atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), em conjunto com o transporte de umidade do oceano para o continente. A previsão detalhada para a cidade pode ser consultada através do link.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem