Em 2018, além das aulas de canto, flauta doce e violino, a Companhia Musical Maestro Guerra Peixe vai ofertar vagas gratuitas para duas novas turmas: inicialização musical, para crianças a partir dos 4 anos e outra para alunos avançados, para aqueles que já tocam instrumentos e querem se preparar para apresentações remuneradas. As aulas começarão em fevereiro na Casa da Educação.
Atualmente, 40 crianças participam das aulas ofertadas pelos professores da Companhia Musical Maestro Guerra Peixe, Raphael Macedo, Naiara Dias e Danilo Henriques. Em 2017, a Cia passou a ensaiar na Casa da Educação, graças a uma parceria com a Secretaria de Educação.
“Na Casa da Educação, os alunos da rede municipal participam de aulas variadas como violão, inglês, informática e balé. Além disso, nesse ano, a Casa da Educação passou a sediar os ensaios do Coral das Princesas, Coral dos Anjos e Companhia Musical Maestro Guerra Peixe. Com essa parceria, aumentaram as vagas disponibilizadas para as crianças, muitas delas da rede municipal”, afirma o secretário de Educação, Anderson Juliano.
A Cia. Musical Maestro Guerra Peixe tem patrocínio de pessoa física e é produzida há cinco anos pela Bem Cultural Produções Artísticas. Através desse patrocínio, a companhia possui seu próprio acervo de violas de arco, Violinos e flautas e disponibiliza uniforme e todo o material de apostilas para todos os alunos. A Cia tem, ainda, uma turma de violino voltada exclusivamente para alunos com deficiência, utilizando métodos próprios.
“Ao ser convidada para dirigir a Casa da Educação, no início de 2017, a primeira providência que tomamos foi adequar nosso decreto para que pudéssemos receber projetos parceiros e, assim, dar muito mais oportunidades aos alunos da Rede Municipal de Ensino, pois os mesmos já frequentam a Casa. O sucesso tem sido enorme, pois hoje mais de 80 escolas municipais possuem algum número de alunos estudando na Casa da Educação.  Para os projetos envolvidos, também foi muito importante, pois estão onde o público está. Por isso o sucesso de nosso Projeto Político Pedagógico”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.


Leia Também