O Festival Sesc de Inverno, que acontece entre os dias 19 e 28 de julho, terá, mais uma vez, atrações não só nas unidades do Sesc – Quitandinha e Nogueira – como também em espaços públicos, como a Praça de Nogueira, o Palácio de Cristal e o Parque Municipal, em Itaipava, que vai receber grandes shows. O festival conta com a parceria da prefeitura, que vai ceder os espaços, além de apoiar com estruturas pontuais.
O festival, que acontece também nas cidades de Teresópolis e Nova Friburgo, conta com intensa programação dos mais diversos segmentos culturais, como literatura, cinema, música, teatro, dança, circo e artes visuais, e é considerado o maior evento cultural multilinguagem do Brasil. Para o prefeito Bernardo Rossi, estreitar laços entre prefeitura e Sesc é fundamental para fomentar a cultura nos espaços públicos da cidade.
“É um festival que desde 2015 não acontecia fora das unidades do Sesc e retomamos essa parceria no ano passado, quando foi um sucesso. Nesta nova edição, temos certeza que será novamente. Levar a cultura para nossos espaços públicos, inclusive nos distritos, é uma forma de descentralizar as ações e fomentar a cultura para todos os moradores”, destaca o prefeito.
Esta é a 18ª edição do Festival Sesc de Inverno e entre os principais objetivos em Petrópolis está a valorização dos artistas e bandas locais. “Quase 100% dos artistas serão da cidade, é uma forma de incentivar o artista local. Além disso, a parceria com a prefeitura é muito importante”, frisa o gerente do Sesc Nogueira, Pedro Zanotta.
Alta temporada em Petrópolis, a programação cultural é um dos principais aliados dos circuitos turísticos para atrair público de fora da cidade. Eventos como o Festival Sesc de Inverno ajudam a aquecer a economia da estação mais fria do ano.
“Além de agradar os próprios petropolitanos, o festival também atrai muitos turistas, que ficam encantados com todo o movimento na cidade”, explica o secretário da Turispetro, Marcelo Valente. “Teremos centenas de atrações de qualidade, a maioria gratuita, e isso é muito importante para uma cidade como Petrópolis, que respira cultura”, completa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Marcelo Florencio.


Leia Também