A Prefeitura de Petrópolis inicia na próxima semana a aplicação da dose de reforço da vacina contra a covid-19 em idosos com mais de 70 anos que estão em instituições de longa permanência. O planejamento para a aplicação da dose de reforço está sendo feito pelo Departamento de  Imunização da  Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretária de Saúde.


"Estamos avançando com a vacinação para os jovens, iniciamos nesta quinta- feira (26.08) a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e agora, com a orientação do Ministério da Saúde iniciamos o planejamento para a aplicação da dose de reforço para os idosos, que será uma etapa muito importante dentro do processo de imunização", destaca o prefeito interino Hingo Hammes.

 

Dose de reforço

A Nota Técnica com as diretrizes do Ministério da Saúde foi enviada ao município nesta quinta-feira.  A aplicação da dose de reforço já havia sido  definida entre o Ministério da Saúde, representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), junto com a Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (CETAI). 


"Desde o início da campanha Petrópolis se destaca pela organização da vacinação, o que é fruto do planejamento e do esforço de toda equipe da Secretária de Saúde e assim seguremos avançando até que toda população esteja imunizada" destaca o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho, lembrando que o município vai iniciar a vacinação deste grupo com doses recebidas nos últimos dias. 

 

Mais remessas

Em setembro, assim que a Secretaria Municipal de Saúde receber as remessas de vacina especificamente para esta finalidade, conforme anunciado pelo Ministério da Saúde, o que está previsto para perto da segunda quinzena do mês, o município divulgará o calendário para os idosos com mais de 70 anos, em geral, e imunossuprimidos  -  o que será feito de acordo com a chegada de doses. Segundo o Ministério da Saúde, a dose de reforço é indicada para os idosos que completaram o esquema vacinal há mais de seis meses. No caso dos imunossuprimidos, quando forem chamados, deverão respeitar intervalo de 28 dias após a segunda dose.

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem