III Semana da Odontologia da FMP/Fase


Não é novidade que o atual cenário de isolamento social, por conta da pandemia mundial COVID-19, gerou mudanças em vários segmentos profissionais. No entanto, a reação de cada área frente às transformações originadas por este novo vírus será de extrema importância para a atualização dos processos de trabalho, principalmente aos relacionados à saúde. 

 

Com a área de odontologia não foi diferente. A pandemia trouxe diversas transformações para o segmento. Por isso, na III Semana de Odontologia da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), em Petrópolis, que será realizada, on-line, nos dias 18 e 19 de junho, profissionais e acadêmicos da área promoverão debates com o intuito de compreender como a prática odontológica pode se adaptar a um contexto de isolamento social. 

 

“Em situações de surto de determinadas doenças como estamos vivendo hoje com a Covid-19, os cuidados com a prática odontológica se tornam ainda mais necessários, para que tanto os profissionais da área de odontologia quanto os pacientes estejam protegidos, minimizando os riscos de contágio.  A complexidade técnica e a proximidade da cavidade oral, tornam a prática odontológica de alto risco para disseminação do Coronavírus. Por isso, exige atenção e disciplina redobradas aos protocolos de biossegurança e de integralidade de atenção, olhando o paciente como um todo”, explica a mestre e doutora em saúde coletiva, Claudia Ragon, professora do curso de Odontologia da FMP/Fase e uma das organizadoras do evento. 

 

Baseados numa visão biopsicossocial e de mudanças na implementação do programa de controle de infecção, com o aperfeiçoamento dos protocolos de limpeza, desinfecção, esterilização e manejo de descarte de resíduos nos serviços de saúde, o objetivo da Semana de Odontologia da FMP/Fase é discutir as práticas fundamentais a serem adotadas, para que proporcionem condições mais seguras na realização dos procedimentos odontológicos. 

 

“Hoje, vivemos esse desafio de construir na prática odontológica um novo paradigma, mais comprometido com a visão integral dos pacientes. A frase atribuída a Charles Darwin: ‘não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças’, não poderia ser mais atual. Dessa forma, nos adaptando à nova realidade e buscando vencer os desafios, no sentido de uma prática odontológica segura e com embasamento científico e comprometimento, venceremos esse momento de pandemia, através do aprimoramento acadêmico e profissional, sempre visando a qualidade de vida da população, que é o nosso maior compromisso”, finaliza Claudia Ragon. 

 

A Semana Respira Odonto, organizada pelo curso de Odontologia da FMP/Fase, é um evento gratuito. Para participar e obter mais informações, basta acessar: www.fmpfase.edu.br e efetuar a sua inscrição.

 


Leia também:



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis