Alta hospitalar do Dr. Damasceno no Hospital Unimed Petrópolis


Internado há 16 dias, Roberto Damasceno se emocionou na despedida da unidade


Considerado símbolo na luta contra o Covid-19, o médico plantonista do Pronto Atendimento do Hospital Unimed Petrópolis, Roberto Damasceno recebeu alta no último domingo (05.07) após 16 dias internado devido a Covid-19. Profissional de linha da frente nos atendimentos de urgência e emergência, o geriatra não conteve as lágrimas ao ser surpreendidos por familiares e colegas de trabalho ao sair da unidade de internação.


Médico cooperado há 35 anos, Roberto Damasceno agradeceu a todos pelo carinho e cuidado em sua internação. "Eu só tenho que agradecer, muito obrigado por tudo", disse o médico Roberto Damasceno durante a alta hospitalar.


O vice-presidente da UnimedPetrópolis, Cesar Augusto de S. Thiago lhe entregou uma singela homenagem da cooperativa ao seu cooperado que venceu a Covid-19.


"Roberto virou símbolo da nossa luta, símbolo de uma classe, a classe médica do Brasil e do mundo que não se furtaram a estarem na linha de frente cumprindo o seu dever e o seu juramento com amor ao próximo. Roberto, você é o amor da Unimed Petrópolis, até breve meu amigo", emociona-se o vice-presidente da Unimed Petrópolis, Cesar Augusto de S. Thiago.


 O coordenador médico do Pronto Atendimento do hospital, Alexandre Bretas Simões destaca a alegria da equipe de trabalho do médico cooperado.


“Hoje é um dia em que estamos muito felizes. Ele mesmo sendo do grupo de risco continuou trabalhando como plantonista do Pronto Atendimento, se tornou um exemplo para todos nós. Estamos aqui, toda a equipe, para enaltecer a coragem e determinação deste colega”, afirma Alexandre Bretas.

 

A coragem e determinação de Roberto Damasceno também foi destacada pelo coordenador da Clínica Médica do Hospital Unimed Petrópolis, Francisco Miloski.

 

 “Ele ficou no front desde o início da pandemia, mas infelizmente veio a desenvolver a doença. É um colega corajoso e determinado e temos que parabenizar a nossa equipe que fez de tudo para ajudá-lo a se recuperar desta doença”, disse Francisco Miloski.

 

A Unimed contabiliza 65 altas hospitalares e 116 pacientes em tratamento domiciliar. Dos 567 pacientes testados desde o início da pandemia em Petrópolis, 202 foram positivos e 358 casos foram negativos.









Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis